Valter Hugo Mãe publica livro para os mais novos em Portugal e no Brasil

Valter Hugo Mãe publica livro para os mais novos em Portugal e no Brasil

O escritor português Valter Hugo Mãe publica, na próxima semana, o conto para os mais novos «O paraíso são os outros», observação sobre o amor e o relacionamento entre casais, do ponto de vista de uma menina.

O livro tem edição em Portugal pela Porto Editora, com ilustrações de Esgar Acelerado, e, no Brasil, pela Cosac Naify, com trabalho gráfico do artista brasileiro Nino Cais.

«O paraíso são os outros» (oposto de uma célebre frase do filósofo Jean-Paul Sartre, que disse «O inferno são os outros») é narrado por uma menina que se intriga com a forma como os adultos exteriorizam o amor.

Fonte: Diário Digital/Lusa

 

 

Culturgest inaugura hoje exposição com 600 cartazes artísticos da Coleção Lempert

Culturgest inaugura hoje exposição com 600 cartazes artísticos da Coleção Lempert

Uma exposição com 600 cartazes desenhados por artistas como Andy Warhol, Sol Lewitt ou Jean Dubuffet, provenientes da Coleção Lempert, com 15 mil peças, vai ser inaugurada hoje, às 22:00, na Culturgest, em Lisboa.

A mostra intitula-se «Honey, I rearranged the collection… by artist: Cartazes da Coleção Lempert» («Querido, reorganizei a coleção por artista…») – designação tomada de empréstimo ao artista norte-americano Allen Ruppersber – e será a primeira de uma série de cinco que vão passar pelo espaço cultural até ao final de 2018.

Todos os cartazes presentes nesta primeira exposição foram desenhados pelos próprios artistas, incluindo nomes como Jean Dubuffet, Claes Oldenburg, Robert Rauschenberg, Andy Warhol, Richard Hamilton, Dieter Roth, Oswald Oberhuber, Sol Lewitt, Marcel Broodthaers, Lawrence Weiner e Günter Brus, entre outros.

Fonte: Diário Digital / Lusa

EUA aprovam primeira vacina contra perigoso tipo de meningite

EUA aprovam primeira vacina contra perigoso tipo de meningite

O departamento de Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos EUA aprovou a primeira vacina contra a meningite bacteriana de tipo B, depois de surtos em vários campus universitários em 2013.

A vacina trumenba, do Laboratório Pfizer, é autorizada para pessoas entre os 10 e os 25 anos e previne a infecção meningocócica provocada pela bactéria Neisseria meningitidis de tipo B, anunciou a entidade em comunicado.

Dos 500 casos de meningite meningocócica notificados nos EUA em 2012, 160 foram causados pelo meningococo do tipo B, a espécie mais letal, segundo dados dos centros de Controlo e Prevenção da Doença.

A vacinação é o método mais eficaz para prevenir a doença, mas até hoje as vacinas aprovadas nos EUA só cobriam quatro dos cinco principais tipos de meningococo – A, C, Y e W.

Fonte: Diário Digital

Notícias Literárias

Mercado
Bookcase fecha seu primeiro negócio no Reino Unido
PublishNews – 28/10/2014 – Por Leonardo Neto
As agentes literárias Meire Dias e Flávia Viotti voltaram de Frankfurt com um sorriso que ia de uma orelha a outra. É que a dupla foi capa do ShowDaily, revista diária da Feira do Livro de Frankfurt. A matéria, que foi reproduzida em português pelo PublishNews, falava da improvável escalada que a agência especializada em autores autopublicados tinha vivido em um ano, desde a sua primeira aparição em Frankfurt, em 2013, até o seu retorno à feira, em 2014. Agora, Meire e Flávia começam a colher frutos dessa exposição. A Bookcase acaba de fechar a venda de seu primeiro livro no disputado mercado inglês. É o livro Fix you, que aqui no Brasil acaba de ser lançado pela Universo dos Livros, com o título Sempre foi você e no Reino Unido foi comprado pela Corvus, um selo da Atlantic Books. O livro é escrito pela norte-americana Carrie Elks e conta a história da britânica Hanna Vincent e do americano Richard Larsen que vivem um improvável relacionamento amoroso. “O título foi autopublicado em 14 de fevereiro desse ano e oferecemos à Marcia Batista [editora da Universo dos Livros], que leu e fez uma oferta imediata. Então, decidimos que iríamos tentar vender no Reino Unido. Fechamos este projeto há pouco e a editora britânica vai fazer de Carrie Elks uma nova marca”, conta Meire Dias. Lá, o livro deve sair em dezembro. Marcia Batista explica que o seu entusiasmo com o título se explica pelo fato de o livro ser uma “genuína história de amor, profunda e ao mesmo tempo leve; clássica e ao mesmo tempo moderna”. A primeira tiragem brasileira acaba de chegar às livrarias com oito mil exemplares e a Universo dos Livros tem bombado o livro nas redes sociais e em ações de PDV.
 

Cultura: as pautas que continuam abertas
PublishNews – 28/10/2014 – Por Felipe Lindoso
Com a reeleição da presidenta Dilma Rousseff, é bom recordar e atualizar as pautas de interesse da cultura, e esboçar uma avaliação do que foi feito. Desde logo, quero deixar claro: votei e fiz campanha pela reeleição da presidenta. Mas não estou satisfeito com muitas das políticas e das práticas das três administrações petistas na área. Aqui, antes de mais nada, procuro discutir as questões como militante do livro e da leitura.[Clique no Leia Mais e veja a análise de Felipe Lindoso acerca dos acertos e erros do MinC sob a gestão petista. Ele trata do fortalecimento da estrutura do ministério, da aprovação do Plano Nacional da Cultura, da instalação da Comissão Nacional de Política Cultura, da aprovação e do início da implementação do Vale-Cultura, além das discussões acerca das leis da biografia, de incentivos fiscais e dos direitos autorais].
Mercado
Editoras atenuam livros para público adolescente
Folha de S. Paulo – 28/10/2014 – Por Alexandra Alter, do The New York Times
De todos os horrores vivenciados por Louis Zamperini durante a Segunda Guerra Mundial, incluindo a queda de um avião no Pacífico, 47 dias à deriva no mar e dois anos em um campo para prisioneiros de guerra, o mais marcante foi quando um guarda japonês torturou e matou um pato. Esse episódio, relatado no best seller Invencível (aqui no Brasil editado pela Objetiva), de Laura Hillenbrand, também traumatizou muitos leitores, disse a autora. Por isso, quando estava escrevendo uma nova versão para jovens adultos, ela excluiu essa cena. Inspirado no mercado florescente de romances para jovens adultos, um número crescente de biógrafos e historiadores está adaptando suas obras para torná-las palatáveis para essa faixa etária de leitores. Escritores de não ficção como Hillenbrand, Jon Meacham e Rick Atkinson estão tentando atenuar conteúdos perturbadores ou polêmicos em seus livros para conquistar esse público novo e impressionável. O fato é que essas versões resumidas, simplificadas e às vezes suavizadas de títulos populares de não ficção estão se tornando um nicho vibrante e lucrativo.
Mercado
BookPartners na Exame PME
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
A edição de outubro da revista Exame PME traz uma matéria sobre a BookPartners. O artigo assinado pelo repórter Gabriel Ferreira conta a história da Cia. dos Livros, rede de livrarias da holding encabeçada por Carlos de Carvalho Filho e Eduardo Cunha. A revista lembra como a BookPartners comprou de volta 12 lojas que tinham vendidas ao grupo de mídia anglo-canadense Thomson Reuters há quatro anos [Leia aqui. “As 12 livrarias que voltaram a ser controladas por Carvalho Filho e Cunha terão papel importante na estratégia de vender cada vez mais para o consumidor final. Até o fim do ano, a rede deverá contar com 18 lojas próprias. Em 2014, o varejo deverá representar em torno de um quarto do faturamento da empresa – ante 15% em 2013”, diz a matéria. Ainda de acordo com a revista, a holding deve faturar em 2014 R$ 100 milhões. A matéria não está disponível no site da revista, mas a BookPartners disponibilizou o fac-símile da matéria que pode ser acessado clicando aqui.
Eventos
Coreia do Sul homenageia Mauricio de Sousa
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
O desenhista Mauricio de Sousa ganhou o título de Mestre Mundial pelo World Master Committee, da Coreia do Sul. O criador da Turma da Mônica foi indicado pelo embaixador brasileiro em Seul, Edmundo Fujita, e recebeu o certificado “Word Master”. Desde 2006, o World Masters Committee elege personalidades como Mestres Mundiais, que representam a cultura de diferentes nações em todo o mundo. Mauricio de Sousa agora integra a lista de 238 pessoas, de 64 países, já homenageadas pelo comitê.
Eventos
Literatura e cultura negra
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
A literatura negra é o grande destaque da Flink Sampa, evento que espera reunir dez mil pessoas nos dias 22 e 23 de novembro no Memorial da América Latina, em São Paulo. A movimentação vai homenagear o centenário de nascimento de Carolina Maria de Jesus (1914-1977), ex-catadora de papel que ganhou projeção internacional com o seu livro Quarto de desejo – diário de uma favelada. Os escritores angolanos Isabel Ferreira de Lopito Feijóo e a moçambicana Paulina Chiziane vão dividir as atenções com os brasileiros Joel Rufino, Paulo Lins, Maria Gal e Audálio Dantas, que revelou a homenageada ao mundo. Durante o evento também serão conhecidos os vencedores do 1º Concurso Flink Sampa de Literatura, que incentivou estudantes da região metropolitana de São Paulo a escreverem crônicas inspirado no livro de Carolina Maria de Jesus.
Eventos

Uma balada para Carolina e Plínio
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
A escritora Carolina Maria de Jesus e o dramaturgo Plínio Marcos são os homenageados da Balada Literária 2014, programada para ocorrer entre 19 e 23 de novembro, em São Paulo. É a primeira vez que o evento presta homenagem a autores que já faleceram. Os escritores foram escolhidos porque neste ano comemora-se o centenário de nascimento de Carolina Maria (1914-1977) e completa-se 15 anos da morte de Plínio Marcos (1935-1999), justamente na data da abertura da Balada.
Eventos
Encontro sobre Ariano Suassuna
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
Hoje (28), às 19h30, a Biblioteca do Sesc Bom Retiro (Al. Nothmann, 185, São Paulo/SP) recebe Evanildo Bechara, imortal da Academia Brasileira de Letras, para falar sobre a vida e obra de Ariano Suassuna, dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta brasileiro, que faleceu em julho deste ano. O reino encantado de Ariano Suassuna, nome dado ao encontro, é uma atividade gratuita e tem como objetivo disseminar a biografia desse importante nome da literatura brasileira.
Eventos
Sempre Um Papo recebe Ana Paula Maia
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
A escritora carioca Ana Paula Maia é a convidada do Sempre Um Papo, para o debate e lançamento do livro De gados e homens (Record). A obra é o quinto romance da autora, uma peça a mais de um mosaico ficcional que vem sendo construído desde seu livro de estreia, O habitante das falhas subterrâneas, lançado em 2003. O evento acontece hoje (28), às 19h30, na Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena 1537, Centro, Belo Horizonte/MG). A entrada é gratuita. Todos os encontros com os escritores são gravados e posteriormente disponibilizados no site.
Cursos
Curso sobre direitos autorais
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
A Escola do Livro, da Câmara Brasileira do Livro (CBL), está com as inscrições abertas para o curso Direitos autorais para livros impressos e digitais. A aula acontece nesta quarta-feira (29), das 9h às 13h, com o objetivo de propiciar ao aluno um melhor entendimento das negociações e contratos envolvendo livros impressos e digitais, tendo por base os aspectos gerais do sistema de direitos autorais e seu funcionamento no âmbito da tecnologia digital e das redes. A condução será de Guilherme Carboni, advogado atuante na área da Propriedade Intelectual, atendendo a diversas empresas na área de cultura, comunicação, mídia, entretenimento e tecnologia, além de instituições, produtores e artistas. Para mais informações e inscrições, ligue 11 3069-1300 ou escreva para escoladolivro@cbl.org.br.
Eventos
Café Literário da Bienal recebe trio de escritoras em MG
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
Laura Erber, Marcia Tiburi e Míriam Leitão são as três novas confirmações da Bienal do Livro de Minas. As convidadas estarão presentes no evento, que acontece de 14 a 23 de novembro, no Expominas (Av. Amazonas, 6.030, Gameleira, Belo Horizonte), para contarem ao público sobre seus processos criativos, além de falarem sobre como a literatura está presente em seu cotidiano. Laura e Marcia dividem o palco na mesa Literatura e outras formas, que acontece no dia 19. Já Míriam Leitão estará presente, ao lado de seu colega de profissão, Edney Silvestre, para uma conversa sobre A história do século XX na literatura brasileira, no dia 22. Os encontros acontecem às 19h30 e fazem parte da programação do Café Literário. Confira a programação completa da Bienal aqui.
Eventos
Noite de sarau
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
Sempre na última quarta-feira do mês, a Casa da Leitura (Rua Pereira da Silva, 86, Laranjeiras, Rio de Janeiro/RJ) recebe, a partir das 18h30, o Sarau da Boca pra Fora. Desde julho de 2013, em parceria com a 5W Editora, o evento homenageia um poeta consagrado. Na próxima edição, marcada para o dia 29, o homenageado será Augusto dos Anjos. A coordenação é do poeta David Cohen. A entrada é franca.
Eventos
Poesia tipo aperitivo
PublishNews – 28/10/2014 – Por Redação
A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura (Av. Paulista, 37 – São Paulo/SP) completa 10 anos em 2014. Nos dias 29 de outubro e 5 e 12 de novembro, às 12h30 o espaço irá reeditar o encontro Poesia Aperitivo. Criado em 2005, o Poesia Aperitivo é um dos eventos que marcaram os intervalos da jornada de trabalho na Casa das Rosas. Em meia hora, no horário do almoço, o público é brindado com um aperitivo poético. O evento será apresentado pelo diretor da Casa das Rosas, Frederico Barbosa, e pelo coordenador do Centro de Apoio ao Escritor, Reynaldo Damazio, em encontros sintéticos e divertidos, com textos de poetas fundamentais da segunda metade do século XX: Torquato Neto, Waly Salomão e Sebastião Uchoa Leite. A entrada é franca.
Diversos
Hotel em Londres oferece quartos inspirados em Harry Potter
Terra – 27/10/2014 – Por Redação
Para os fãs de Harry Potter, não faltam notícias emocionantes. Além das novas histórias relacionados ao universo do filme, também existem quartos temáticos que podem fazer qualquer um se sentir dentro de uma cena. As informações são do site Comicbook. O Georgian House Hotel, em Londres, tem quartos disponíveis no estilo Hogwarts, equipados com troncos, garrafas de poções, caldeirões e livros de soletrar. O hotel também oferece um pacote que inclui um tour em marcos de Londres apresentados pelo filme, além de passeio para o The Making of Harry Potter Tour nos estúdios da Warner.

Cientistas treinam ‘distraídos’ a se focar em tarefas

Por Caroline Williams

Para a BBC Future

                        Pessoas que ‘viajam demais’ podem estar usando parte menos eficiente do cérebro                    

Você está sempre adiando suas tarefas? Ou não consegue se concentrar direito no que precisa fazer, deixando sua mente andar por ai? A jornalista e autora Caroline Williams tem os mesmos problemas. Ela resolveu visitar um laboratório dedicado a estudar e “curar” esse problema. Abaixo, ela dá o seu relato da experiência:

“Estou no Boston Attention and Learning Lab – um laboratório americano que tenta treinar e educar o cérebro a se concentrar melhor.

As técnicas desenvolvidas aqui ajudam pessoas com sofrimento muito maior do que o meu. Algumas não conseguem se concentrar por terem danos cerebrais, doenças ligadas a traumas (transtorno de estresse pós-traumático, ou TEPT) ou deficit de atenção (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, ou TDAH).

Eu queria saber se uma pessoa como eu, sem essas condições extremas, também pode se beneficiar de novas técnicas.

O neurocirurgião Joe DeGutis, que trabalha no laboratório, se mostrou cético com a proposta.

“É difícil melhorar o funcionamento já ‘normal’ para algo acima da média ou de nível superior, apesar de algumas empresas de treinamento de cérebros tentarem vender isso.”

                        Caroline Williams convenceu cientistas de que tinha um problema crônico de concentração                    

Mas depois de alguns testes online de concentração, consegui convencê-lo de que sou péssima em focar minha atenção. Na minha família, sou até famosa pela falta de concentração. Sempre que surge alguma tarefa que foi abandonada na metade, sem conclusão, meus familiares dizem que ela parece uma “Tarefa Caroline”. Meus amigos dizem que tenho um “cérebro borboleta”, já que ele está sempre voando por aí.

Esperança

Mas existe esperança para pessoas que, como eu, costumam interromper o que estão fazendo para olhar seu Facebook, sonhar acordada ou ir tomar um cafezinho no meio do trabalho. Estudos nos Estados Unidos indicam que esse é o quadro de 80% dos estudantes e 25% dos adultos. Com o surgimento de novas distrações, como smartphones, o cenário só piora.

E com prejuízo à saúde mental – com mais doenças, estresse e conflitos em relações. Um estudo de 2010 dos psicólogos Matthew Killingsworth e Daniel Gilbert, de Harvard, mostrou que as pessoas que deixam seu cérebro “voar longe” são menos felizes do que as que se concentram em suas tarefas.

Para o psicólogo Tim Pychyl, procrastinação é um problema emocional. Diante do estresse, as pessoas resolvem se dar “um pequeno presente” instantâneo, mesmo que isso venha nos prejudicar no futuro.

Áreas do cérebro

A mudança está toda no cérebro. Os pesquisadores do Boston Attention and Learning Lab trabalham para melhorar as ligações entre duas regiões do cérebro: o córtex pré-frontal (acima dos olhos, que nos ajuda a tomar decisões) e o córtex parietal (atrás dos ouvidos, e que coordena nossas sensações).

Juntos, eles formam a rede de atenção dorsal, que é a parte do cérebro que trabalha quando estamos concentrados em uma tarefa. Para que ela opere bem, é preciso “desligar” outra parte do cérebro conhecida como “rede de modo default” – responsável pela criatividade, pelo ócio ou por “viajar” com a cabeça.

Testes mostram que as pessoas com problema de concentração estão usando a parte esquerda do cérebro – que é a menos eficiente para esse tipo de tarefa.

Os cientistas queriam descobrir quais das duas hipóteses explicavam minha falta de atenção: estou usando demais a parte errada do cérebro para me concentrar em uma tarefa? Ou não estou conseguindo desligar minha “rede de modo default”?

Foco, foco, foco

Sou submetida a testes de atenção contínua – para ver o quão “ligada” eu consigo ficar em meio a tarefas tediosas e repetitivas.

                        Teste “Não Toque na Betty” exibia rostos diferentes em uma tela                    

O primeiro teste se chama “Não Toque na Betty”. A tarefa é aparentemente fácil. Por 12 minutos, vários rostos de homens surgem em uma tela. A cada face masculina, eu devo apertar um botão. Mas quando o único rosto feminino (o de Betty) surge, não posso apertar.

Apesar de parecer fácil, descubro que minha margem de erro é de 51% – muito pior do que a média de voluntários “saudáveis” (20%). O pior resultado que eles haviam registrado nesse teste era de 40%.

Os testes mostram que a tarefa dos cientistas será dura: melhorar minha concentração em apenas quatro dias – que foi o tempo livre que nós tivemos para nos dedicar a essa experiência.

A primeira experiência é usar um pulso magnético fraco para tentar “desacelerar” o meu “campo de olho frontal” – uma região na parte esquerda do cérebro. Com isso, a parte direita – responsável pela concentração – trabalharia mais.

A sensação não é das piores pelos primeiros cinco minutos. Mas depois, sinto como se alguma coisa estivesse estalando dentro do meu cérebro. Cinco minutos depois e a sensação é muito irritante.

                        Técnicas demoraram para dar resultado, mas no último dia Caroline melhorou                    

Passado isso, eu repito testes semelhantes ao “Não Toque na Betty”. Mas meus resultados pioram. No terceiro dia de testes, eu sigo sem apresentar nenhuma melhora – o que gera frustração em mim e nos cientistas.

Mas de repente, no final do terceiro dia, meu índice de acertos começa a saltar. No mesmo dia, eu passo de uma margem de 11 a 30% de acertos para algo como 50 a 70%.

Eu começo a perceber que estava errando vários resultados porque estava pensando em como escreveria este artigo, ou como estaria meu filho sem mim, já que estou viajando. Ou se eu deveria tomar cerveja ou vinho no fim do dia.

Controlando as ‘viagens’ da mente

Para o neurocirurgião DeGutis, isso é um grande avanço. Estar ciente do que você está pensando é conhecido na psicologia como “metaconsciência” – e é uma ferramenta útil para quem está tentando controlar uma cabeça que “viaja longe”.

“Todos que passam pelo treinamento descobrem que estão em um estágio em que ficam um pouco mais metaconscientes. Eles estão cumprindo suas tarefas e conseguem perceber que estão pensando em outras coisas”, diz o neurocirurgião.

                        Partes diferentes do cérebro controlam a concentração e a criatividade                    

Sara Lazar, neurocientista em Harvard, descobriu algo semelhante em seus estudos. Ela identificou outra parte do córtex que facilita que a mente “viaje”. É o córtex cingulado posterior. Quanto maior o controle que exercemos sobre essa parte do cérebro, mais nós nos concentramos.

Eu certamente senti algo assim em meu cérebro quando trabalhava na concentração.

No último dia, eu fiquei ansiosa para saber os resultados dos meus últimos testes. Os cientistas fizeram questão de dizer que os resultados não eram totalmente científicos, e que eles não me incluiriam em seus estudos e artigos.

Mesmo assim, eles dizem que o “treinamento” para melhorar minha concentração funcionou em alguma medida. Meu índice de erro no teste “Não Toque na Betty” baixou de 51% (a pior nota entre todos os “saudáveis”) para 9,6% – um índice considerado entre os melhores. DeGutis diz que a melhora é real – e não apenas dada à minha familiaridade maior com o jogo.

                        Meta-consciência é estar ciente do que está sendo pensado                    

Outro teste que revela quanto tempo demora para meu cérebro voltar a focar em uma tarefa depois de ser distraído com outra coisa também teve resultado positivo: um escore de 46% subiu para 87% (em uma escala onde 0 é a pior taxa de concentração e 100% a melhor).

De fato, depois dos quatro dias no laboratório, eu me sentia mais calma e focada. Será que realmente consegui mudar meu cérebro em apenas quatro dias?

“Não estruturalmente, mas sim funcionalmente – na forma como você se engaja com seu cérebro. Alguma coisa mudou”, diz o cientista.”

Fonte:  BBC Brasil