Biógrafo de Lampião Afirma Que o Rei do Cangaço Não Foi Assassinado em Sergipe

Maria Bonita e Lampião, casal que habita o imaginário popular coletivo

Por Menezes y Morais *

O fotografo, técnico em contabilidade e escritor José Geraldo Aguiar promete revolucionar a história do cangaço brasileiro, no que diz respeito a Lampião, o Rei do Cangaço.

Com 50 anos (ele nasceu em 16 de outubro de 1949), José Geraldo Aguiar passou 17 anos pesquisando a vida de Lampião – que ele diz ter conhecido no interior de Minas Gerais – e publicou Lampião o Invencível – Duas Vidas, Duas Mortes, o outro lado da moeda (Thesarus, 2009).

O objetivo do livro, diz ele, é “provar” que  Virgulino Ferreira da Silva não foi morto pela Polícia na localidade de Angicos, município de Poço Redondo (SE), na madrugada de 28 de julho de 1938, ao lado de 11 companheiros, incluindo a lendária Maria Bonita.

O livro de JGA certamente promoverá uma reviravolta na biografia de Lampião, que nasceu em 7 de julho de 1897, no sítio Ingazeira e foi criado em Vila Bela, atual Serra Talhada (PE), sendo transformado um dos mais conhecidos cangaceiros brasileiros, cantado em prosa e verso, com inúmeras biografias e cinebiografias.

Na redação da Nós – Fora dos Eixos, José Geraldo Aguiar falou sobre o seu livro, no qual agradece a Deus pela “dádiva de anunciar a sobrevida de Lampião.” Antes de lê-lo, eu não acreditava em sua versão. Em História não existe talvez nem “achismo”, inexistentes no relato do novo biógrafo do Rei do Cangaço. Daí, dou crédito à  sua versão.

Nós – Fora dos Eixos: Há tempos alguns jornais noticiaram que você estava fazendo escrevendo uma outra história de Lampião, que entrou para o imaginário popular brasileiro como “O Rei do Cangaço”. O que isto significa?

Lampião está à esquerda de Maria Bonita

José Geraldo Aguiar: Trata-se da verdadeira história de Lampião. O meu livro é totalmente diferente das histórias que já escreveram sobre Lampião.

NFE: O que ele tem de novo para acrescentar às dezenas de títulos que já foram publicados sobre o tema, no Brasil e no exterior, inclusive na Literatura de Cordel?

JGA: Em relação à morte, estou contradizendo tudo que se escreveu: Lampião morreu no Estado de Minas, no noroeste de MG, no dia 3 de agosto de 1993, aos 96 anos de idade, de acordo com a certidão de nascimento dele, que consta no livro. O que se diz em contrário foi uma farsa.

NFE: Você está contradizendo tudo o que se escreveu sobre Lampião. Tem como provar isso?

Conforme José Geraldo Aguiar, Lampião teria escapado do cerco policial em Sergipe e morrido de morte natural no interior de Minas Gerais. Foto de uma das cinebiografias.

JGA: Tenho. Eu convivo com Lampião, um homem muito caridoso, durante cinco meses. Mesmo na época do cangaço, ele era caridoso. Ele relatou pra mim os fatos. Eu me senti na obrigação de não me acovardar. Senti-me na obrigação de transmitir para o mundo essa mega-descoberta.

NFE: Saiba que este repórter é incrédulo sobre o que você está afirmando, que Lampião não foi morto em Angico (SE), ao lado da companheira, Maria Bonita, e que não teve a cabeça cortada e exposta ao público, ao lado de Maria Bonita…

JGA: Pois saiba que essa versão não corresponde à verdade dos fatos com relação à morte de Lampião.

NFE; Como, quando e onde, então, Lampião morreu?

JGA: Eu já disse, Lampião morreu de morte natural no dia 3 de agosto de 1993. E Maria Bonita no dia 3 de agosto de 1978. Eu provo isso no meu livro.

Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, é considerado um gênio no que fez. Além do título de Rei do Cangaço, era poeta, compositor - criou o Xaxado, uma variante do Baião - e costureiro. (Nota da Redação).

NFE: Se você fala a verdade, a história muda, com relação a Lampião. Você diz que conheceu Lampião, vivendo com outro nome…

JGA; No dia 28 de julho de 1938, no município de Poço Redondo, no estado de Sergipe, no Nordeste brasileiro – eu conto isso no meu livro – houve a impostura do tenente João Bezerra, com sua volante. O tenente Bezerra anunciou o fim do cangaço independente, dizendo ter dado cabo ao rei e rainha do cangaço, mais nove aliados. Foi uma mentira que entrou para a história do cangaço. Eu, José Geraldo Aguiar, após 54 anos, descobri Lampião vivo, no dia 15 de fevereiro de 1992, na cidade de São Francisco, no Norte de Minas Gerais, na República Federativa do Brasil.

NFE: E você o conheceu…

Lampião e Maria Bonita, um casal cantado em prosa, verso e nas telas do cinema.

JGA: Eu conheci Lampião e fiz uma história investigativa, viajei em grande parte do Brasil pesquisando para montar o livro. Principalmente em Minas Gerais, foi principalmente por onde ele entrou, em Itacarambi – município que foi destaque no noticiário, sofreu um terremoto em 2008 – que à época era um povoado e hoje está emancipado, com o nome de São João das Missões.

NFE: Que Lampião, mais uma vez, tenha escapado do cerco da Polícia é factível. Mas que você o tenha conhecido, é preciso provas.Você o encontrou mesmo no interior de Minas Gerais?

JGA: Sim. Além de Itacarambi, Lampião esteve também em outras localidades mineiras. Na cidade do lado oposto do rio, Matias Cardoso Januária, depois esteve em três povoados: Tejuco, Brejo do Amparo e São Joaquim, todos povoados pertencentes ao município de Januária.

Voltando ele atravessou o rio São Francisco – tudo nas margens do São Francisco, as citadas – para o lado direito, estando no povoado de Pedra de Maria da Cruz, isso em 1945.Depois de Pedra…ele foi até Jaíba e depois Burarama, hoje Capitão Enéas. Fui conversando com pessoas. Ouvindo depoimentos de pessoas idosas e idôneas, fui escolhendo o que achei mais correto, que poderia mostrar mais credibilidade.

O canganço antecedeu Lampião. Ele aderiu ao "banditismo social" para vingar a morte do pai. E virou uma lenda viva no Nordeste brasileiro.

NFE: Você diz, no seu livro, que entrevistou 46 testemunhas que também viram Lampião vivo…

JGA: Dizem as Sagradas Escrituras – Marcos, 1V, 22-23 – que “nada há de oculto que não deva ser descoberto.” Lampião fez um trajeto para despistar a Polícia. Aí foi quando ele voltou, indo para o município de São Francisco – ele foi, não tinha ido ainda – posteriormente foi à cidade de Arinos, passou por Urucuia, depois cidade de Arinos, Unaí e finalmente Buritis, onde faleceu.

NFE: Como foi o seu contato com ele?

JGA: O contato com ele foi interessante, eu conversando com um amigo em 1991, me falou de uma determinada pessoa, no município de São Francisco, que havia conhecido em 1963, que ele tinha quase certeza que aquele homem era Lampião. A partir daquela noite eu já passei em pensar em pesquisar e descobrir o verdadeiro homem. Em fevereiro de 92 me deparei com ele e realmente pude chegar à conclusão que ele era realmente o verdadeiro Lampião.

NFE: Ele confessou a verdadeira identidade?

JGA: Ele declarou pra mim e pras pessoas. A comunidade não se tocou quem era realmente Lampião, Eu o fotografei, fiz o mesmo com Maria Bonita. Eu era o único fotografo da cidade. Época do preto e branco. As fotos estão no livro. São inéditas. Estão no livro.

NFE: Você tinha consciência de que o fato de encontrar Lampião e Maria Bonita vivos mudaria os rumos da história?

JGA: Quando eu descobri a história, registrei os meus direitos autorais, no Rio de Janeiro, no Ministério da Cultura, que funciona no Rio Janeiro.

NFE: O que Lampião lhe disse para provar que ele era ele mesmo?

JGA: No episódio de Angico tinha quatro grupos de Lampião que não estavam lá. Ele dividiu o bando em subgrupos, onde, num deles, estava um casal de ex-cangaceiros que eu entrevistei: Moreno e Durvinha (ela faleceu em 26/6/2008).

NFE: Mais uma vez ele enganou a Polícia…

JGA: Lampião foi um homem muito inteligente.

NFE: Agora que você documentou tudo em livro, reafirmando o que havia declarado à imprensa, o que espera?

Os cangaceiros de Lampião despertavam amor e ódio por onde passavam.

JGA: Com essas revelações eu espero mudar a história da realidade do cangaço brasileiro. Eu não criei, me deparei com essa situação e achei por bem escrever e mostrar para o mundo.

NFE: O seu livro é polêmico.

JGA: Eu tenho consciência disso. É polêmico. Essa incógnita começou por lá e eu vim desvendar o mistério. Por quê? Quando se deu aquele problema a dita morte em Angico, as dúvidas começaram ali naquele dia, dos presentes 35 homens e cinco mulheres, apenas 11 foram mortos, nunca se explicou se foram a tiros ou envenenamento. Essa dúvida tem na história. Agora, porque o João Bezerra (tenente, consta que foi o matador de Lampião), mas na própria história é sabido que (citou) dizia que o tem. João bezerra, entre os colegas,. Era visto como Lampião. Era visto com Lampião, quando dizia também que já tinha morto. Na decapitação desses cadáveres só quatro dias depois essas cabeças, em estado de decomposição, chegaram à presença do público, dentro de uma lata com sal grosso e vinagre, transporta pela Polícia Militar. Aquela cabeça que eles diziam ser de Lampião foi entregue em primeiro lugar a um dentista chamado Arnaldo Siqueira e ele passou para outro dentista, José Lages Filho, que fez uma autopsia dessa cabeça, mas ele também não afirma que aquela cabeça era de Lampião. Seria ele um grande mentiroso se tivesse afirmado.

NFE: Como você se sente, esclarecendo esse fato, que altera os rumos da história do banditismo social no Brasil?

JGA: Sinto-me muito bem.  Com o meu livro, o passado se torna presente ao povo do futuro.  Demonstro a bravura e grandeza de um intrépido brasileiro do passado. Só através da história a sociedade poderá ter a exatidão de sua própria história.

NFE: Em História, mais cedo ou mais tarde a verdade aparece.

JGA: Lampião não serviu ao Exércíto, ninguém tinha dados sobre ele, como é que alguém poderia afirmar? Eu creio que o meu livro vai causar grande repercussão a nível nacional e pode até ultrapassar as fronteiras brasileiras. Existem escritores que escreveram sobre Lampião em Portugal, França, Espanha, Estados Unidos da América, Inglaterra…

NFE: Com quantos anos você conhece Lampião e quantos anos você tem hoje?

JGA: Quando descobri estava com 47 anos e hoje estou com 59 (em 16 de outubro de 2009). Esse tempo todo, 17 anos e seis meses, trabalhei na pesquisa. Vou lançar meu livro no Ceará, Brasília, Minas Gerais e onde mais houver oportunidade.

NFE: Você tem alguns objetos que pertenceram a Lampião?

JGA: Tenho. Tive acesso também à identidade, certidão de nascimento, ele usou 13 anos em MG para permanecer na clandestinidade. Tive acesso a vários objetos de Lampião. Ele estava com 41 anos de idade. Fugiu do cerco da Polícia de Sergipe com apoio de Padre Cícero e outras pessoas. Eu tive essa dádiva de encontrá-lo.

NFE: E Maria Bonita?

Capa (de Michelle Cunha) do livro de José Geraldo Aguiar: no alto, Lampião durante o cangaço. E na velhice, pacato cidadão vivendo no interior de Minas Gerais. Acervo do Autor.

JGA: Lampião teve várias mulheres. Quando eu o conheci ele estava vivendo com outra. Eu não sou o único que fala que ele morreu de morte natural, em Minas Gerais. Vários escritores já disseram que ele não morreu em Angico, eu não sou o primeiro, só que eu tive  dádiva de encontrá-lo. Fui o último amigo e confidente, estava com a história toda, só que ele me pediu para não divulgar nada enquanto ele estivesse vivo.

* Menezes y Morais, jornalista,

professor, escritor, historiador

e editor da Nós – Fora dos Eixos.

* José Geraldo Aguiar é fotografo e escritor.

Livro: Lampião o Invencível – Duas Vidas, Duas Mortes

– o outro lado da moeda.

Thesaurus Editora. www.thesaurus.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Achei bacana e quero comprar um. Interessante, eu trabalhei na balsa em São Francisco Transporte Fluvial Moura de encarregado substituo, em 1998 e cheguei a conhecer um senhor que não lembro o nome, ele era dono de uma daquelas barraquinhas na beira rampa de subida, após embarque e desembarque dos veículos e ele me disse que era filho de Lampião e me contou história idêntica, mas não acreditei. Mas, após ter lido esse comentário e sabendo desse livro e comparar as fotografias aqui exibidas, tenho quase certeza que é verdade. Quero muito um exemplar desse livro,como faço para adquirir?

Prezado Antônio de Oliveira e Silva, boa tarde.
Você pode adquirir o livro através do sitio http://www.thesaurus.com.br
Boa leitura.

Nós – Fora dos Eixos.

Excelente Blog e entrevista, feita com muita propriedade. Como um estudioso e colecionador do “Cangaço”, apreciei sobremaneira.
Tenho em meu acervo de vídeos raros, muitos documentários e filmes sobre O Rei do Cangaço (peça lista em meu e-mail magobardo@yahoo.com se se interessar)
E procuro há mais de 10 anos o filme Quelé do Pajeú (e tenho outros tão raros quanto, como O CARA DE FOGO)
José Carlos:

BELEZA!! TAMBÉM NÃO ACREDITO NA MORTE DE LAMPIÃO EM ANGICOS, AINDA MAIS NAQUELAS CIRCUNSTÂNCIAS,LAMPIÃO JAMAIS SE DEIXARIA ABATER EM TAL SITUAÇÃO. TAMBÉM ACREDITO QUE MORREU EM SEU LUGAR UM SÓSIA, POIS LAMPIÃO TINHA VÁRIOS. COMO SE EXPLICA A CORONHADA DE MOSQUETÃO DADA NA CABEÇA DO SUPOSTO VIRGULINO, A NÃO SER COM O ÚNICO INTENTO DE DESFIGURAR O MORTO.

Só vocês mesmos conseguiriam este depoimento, parabéns. Gostei muito, resta saber se o que diz o entrevistado é verdade, porque ainda não houve uma reviravolta no que diz os fatos e o que diz o livro? Pelo que sei as cabeças tanto de Lampião como a Maria Bonita e mais algumas outras não me lembro de quem, por muito tempo ficaram expostas a visitação pública aqui no Nina Rodrigues em Salvador (BA), quando ainda a sede do Nina ficava no centro histórico. Depois com a presença do Exército, essas cabeças foram sepultadas no cemitério das quintas dos Lázaros em Salvador (BA), e por muito tempo se via as placas de identificações,não sei se ainda hoje estão lá. Então na minha opinião serão preciso muitas provas para se mudar o que a história diz. Nota Nina Rodrigues é o nome do prédio onde funciona o Instituto Médico Legal.

O Ex-cabo da Polícia do Piauí, Hermes Vieira, no final da década de 30, pendeu em São Raimundo Nonato, município que divisa o estado de Pernambuco o jagunço PANDORA, que tinha feito alguns anos atrás alguns serviços(matar gente) para Lampião. E contou detalhadamente da fuga desse bandido. Olhe, Lampião era amigo do supostos militares da chacina. O certo que sua morte foi decretada por uma polícia corrupta e o governo acatou e pronto. Lampião foi um grande covarde, envenenou seu bando e caiu fora.

eu sabia,lampião um tão inteligente,passou 20 anos no cangaço sabia muito bem quem era covarde,corrupto.delator e traidor iria morrer tão fácil,e só com 9 cangaceiros,o cerco estava si fechando e não tinha mais estado nordestino para ele percorrer,então fez o mesmo como sinho Pereira fez,fugiu para o estado de Minas Gerais,moro em Igarassu (Pernambuco), sou um grande admirador de Lampião,quem tiver filmes de Lampião entre em contato comigo, 35431222,obrigado,e gostei muito da entrevista,essa sim, é a verdadeira historia,vou comprar 3 livros.

Claro que isso mexe com a história do Brasil e por isso mesmo tem que ouvir todos os lados.
O que dizem os historiadores?
Se tem filhos Lampião vivos, um exame de DNA poderá esclarecer muita coisa…

E SE FOR VERDADE MESMO TODA A HISTÓRIA DO BRASIL FICARÁ SOB DÚVIDA!!!!!!!!!

Moro em Unaí,próximo a Buritis e Arinos e já ouvi esta história a muito tempo atrás.

A reportagem é muito oportuna e isso tem que ser divulgado e esclarecido. Pô que nunca divulgaram nas grandes mídias?

E o Ministerio da Educação? E o IPHAN? já consultaram estes órgãos??

Olá….Olha, eu sou dançarino da quadrilha junina explosão nordestina aqui de Alagoas e esse ano a gente traz como tema o cangaço nordestino sobre Lampião e Maria Bonita (o tema é o seguinte diz assim,o sonho dos cangaceiros no São João da alegria termina na covardia da morte de Lampião) do jeito que agente vai contar a historia ele morre em Angico mesmo,mais o senhor esta falando que ele não morreu em Angico me deixou com muita dúvida agora… E na quadrilha eu sou o próprio LAMPIÃO)…

Pois é… Isto faz parte do mito.
Elvis também não morreu. Nem nosso padrim Conselheiro em Canudos, nem El Rei Dom Sebastião em Alcacer Kibir…
Eu mesmo creio que Jesus Cristo voltou no terceiro dia.

“Sinhô Pereira”, que era filho de uma irmã do meu avô materno João Pereira Valões, falecido em 1985. Em dezenove anos de convivência com o velho Jõao Valões, ouvi de sua boca algumas histórias sobre cangaço na família. Uma delas, me recordo bem, contou que lampião não havia sido morto naquele combate. Meu avô, nascido em 1895, foi amigo de infância de Virgulino, na antiga Vila Bela. O assunto é interessante e polêmico. Merece ser explorado.

Prezados internautas,

Na realidade há muita conversa fiada, contradições, invenções de ex-cangaceiros e de alguns familiares de Lampião. Isso dar-se pelo efeito de Marketing, que regra dinheiro e a sobrevivência de alguns. Esse fato é constatado quando você vê Expedita, que sobre efeito de persuasão não aceitar ter outro irmão, como se o famigerado bandido Lampião tivesse sido casto até conhecer Maria Bonita, mulher de um sapateiro. Expedita nunca aceitou que João Peitudo fosse seu irmão. Peitudo foi entregue por Lampião a uma família humilde, em Juazeiro do Norte, com quem foi criado. Um exame de DNA feito nos EUA comprovando a paternidade. Lampião foi covarde, envenenou seu grupo e caiu fora. O certo é que a encenação foi bem feita pelo tenente Bezerra e pelo sargento Aniceto, concunhados e fornecedores de armamento e munição ao bandido. Em 1964 eu era menino e meu pai sempre contava que tinha ouvido em uma emissora de Goiás uma reportagem informando que Lampião fazia comércio de arroz em um caminhão para Minas Gerais, após a repercussão da matéria, o suspeito nunca mais foi visto. São essas histórias que nos leva a acreditar que o cangaceiro não foi morto naquela emboscada em Angicos.

Olha, é muita história e istória…Lampião tinha muita amizade,dentre essas amizades, tinha a da polícia, e como hoje não é diferente, muitos bandidos tem conchavos com as polícias que compõem a sociedade brasileira, essa polícia podre lhes fornecem armas, munição pesada, informações privilegiadas, e muitas outras coisas, sem falar em autoridades..hoje ta pior, meus amigos, não sejamos tolos, lampião não era tolo…um cara que passa 20 anos nesse sistema não iria morrer assim tão fácil. Tenho certeza que a podre da polícia alagoana era corrupta naquele episódio, por isso, acho que deram um jeitinho para que Lampião caísse fora, resumindo: a polícia ganhava o mérito (a parte podre saia como herói), Lampião saia de cena pra viver em paz, a historia ficava bonita, o fim teatral do bando inibiria a formação de outros grupos, o estado que tanto contribuiu para as desgraças que o bando fez pelo nordeste brasileiro (Estado esse omisso, e que às vezes seus próprios representantes tiravam vantagens do sistema ” cangaço”, e o povo, e o povo? O povo que já não bastasse o sofrimento das condições impostas pela região (total abandono do Estado Brasileiro), tinha que se livrar de bandos armados com munição pesada, mas que, pelas condições em que vivia, muitas vezes não tinham chances. Na minha vida eu nunca vi uma contabilização de quantas pessoas foram mortas pelo bando de lampião, alguém já viu? Quantas pessoas tiveram que deixar seus lares, suas famílias por conta dessa praga chamada cangaço? Se Lampião morreu ou não na emboscada, não importa, mas, se a historia, aliada a ciência quisessem divulgar a verdade, elas conseguiriam, era só fazer testes de DNA de netos e / ou bisnetos de Lampião (ou qualquer outro descendente), comparar com o cidadão que morreu em MG, como também comparar com a cabeça enterrada na Bahia (não é fácil)? Não, não amigos, não é tão fácil assim…isso nunca vai acontecer, pois a imagem da instituição chamada Estado iria por água abaixo, iria somente atestar o que tudo mundo sabe ou fingi saber (a corrupção; o conchavo político; a mistura de polícia e bandido; os serviços de bandidos sempre a disposição de autoridades como políticos, fazendeiros e etc.,ou seja, iria cair como uma bomba, ai, as criancinhas e os não muito mais instruídos iriam se perguntar: puxa vida, a safadeza que assola nosso país vem de tempos remotos. Mas viva os Lampiões de hoje, esses sim são piores do que aquele, viva os políticos do cangaço modernos, viva os conchavos, viva a miséria posta a mesa, viva a falta de educação por não se pode pagar bem o professor, viva a bandidagem renovada (naquele tempo era até mais romântico), viva Lampião que soube ser político polido , tirou vantagens das influências e soube sair na hora certa, e viva a impunidade, que naquela época já tinha raízes nos mais profundos solos brasileiros, de onde frutificam as mais pelas frutas que não temos como deixar de saboreá-las: a mentira, a vantagem pessoal, a corrupção, e que por fim, misturando tudo, temos o nosso principal prato brasileiro: a vergonha nacional.

onde compro o livro aque em pernambuco?agora uma duvida,em que ano morreu padre cicero?pelo o que dizem padre cicero morreu em 36,quem tiver filme de lampiao e corisco em perfeito estado,mim liguem,81

81 3543.3651ou 9117 4464

Prezado Michael Lee Galvão, você pode adquirir a biografia de Lampião na livraria virtual http://www.thesaurus.com.br
Abraço,

Redação da Nós – Fora dos Eixos.

Olá amigo,sou pernambucano e acredito por demais na sua versão,pois acompanho bastante a história do cangaço,e sei q lampião era muti inteligente e tinha a esperiençia de ter visto sinhô pereira ter deixado o cangaço vivo. acredito q ele tambem fez a mesma coisa. Só não gostei da forma de ter envenendado os seus companheiros do bando, mais tem hora q vc ñ tem alternativa. se ficassse morria e ele via o cangaço como um comercio e o dinheiro q ele queria ganhar ja tinha ganhado nesse comercio,tiro o chapéu pra ele.

Tenho 8 anos estou na 4ª série e vou fazer uma peça teatral da vida de lampião e eu vou ser a Maria Bonita.Vou dizer alumas coisas daí que ñ tem na peça…Gostei mt!!

O mito
nunca morre
ele fica
a cada dia
mais vivo

Lampião
o eterno
rei heroi

finalmente qual a verdadeira história da morte de lampiao,ele morreu em angico? envenenou seu bando e fugiu para minas?,a cabeça que foi posta em via publica era a dele ou de um sósia? quem tiver capacidade de tirar essas dúvidas me passe pelo meu imail, ficarei altamente grato..meu imail: sgt_boy@hotmail.com

Amei essa história!
Sou filho de nordestinos e tenho o privilégio de ser neto de uma senhora que aos 12 anos de idade conheceu pessoalmente LAMPIÃO E SEU BANDO,quando os mesmos se arrancharam no sitio de meu bisavô no estado do Ceara.
Como faço para cpmprar o livro?

São Francisco no Norte de Minas é berço de grandes historiadores, em destaque Brasiliano Braz, e Petronio Braz, caso fosse verdade isso não teria se passado sem o conhecimento deles.

O prezado escritor diz que fotografou Maria Bonita, ao mesmo tempo conta que ela faleceu em 1978 e que conheceu Lampiao em 1992. Para mim está se contradizendo.

Muita gente prosa histórias
As mentiras contraditas
Lendas são descompassadas
A verdade é bendita

Sou neto de Aragão
da família Carcará
Posto o endereço acima
Para eu poder provar

Peço agora a licença
Prometo que serei ligeiro
Meu avô já me falava
Desse herói brasileiro

De como ele escapou
Sem nenhum impedimento
Da arapuca pr’ele armada
Por um tal destacamento

Não se sabia dos caminhos
Nem por onde foi parar
Basta hoje ver as fotos
Para explicação tirar

Não sou doido e não sou santo
Mas milagre não acontece
Lampião nunca morreu
Vi na foto que aparece

Segue abaixo um pedaço
Do tal livro publicado
Obrigado, vejam tudo
Deixo assim o meu abraço.

http://www.thesaurus.com.br/download.php?codigoArquivo=348

Observação> Copie e cole o link que leva para o site do livro da editora Thesaurus. Por este caminho você poderá ver uma foto comparativa de Lampião velho e a foto dele novo, incluisve com o atestado do Instituo de Criminalistica
que fez diversos testes para ter a comprovação dos fatos.

Pois bem, meu avô tinha 19 anos em 1939 quando viajou para Juazeiro do Norte-CE. Nessa época, ele labutou com um cabra que já tinha sido coiteiro de Lampião. O grupo de Lampião ja tinha sido morto e meu avô, mas para demonstrar simpatia, elogiou e lamentou a morte do “Capitão”. O coiteiro já tinha falado naquela época que não acreditava na morte nem de Lampião e nem de ninguém da confiança dele. Disse que as cabeças dos cabras colocado nos baldes, esses cangaceiros eram um grupo que tinha que despistar a volante que perseguia Lampião. Disse que Lampião tinha muitos espiões, nas Forças e na política. Disse que Lampião escapou com toda certeza e que quem morreu no lugar dele foi um impostor. E que sempre foi vontade de Lampião sair do cangaço para virar comerciante. Meu avô dizia que o Lampião veio morar na Bahia por conta de uma família que ele já tinha negociado com os irmãos na época que fazia transporte de mercadorias no lombo dos jiricos. E meu avô, até a época que viveu, dizia que a morte de Lampião era uma farsa.

Resultado, agora é só comparar as fotos e ver por si só que muita coisa coincide. E a cabeça do cabra morto lá nas fotos em nada parece com o Lampião.

Depois de saber desse livro, agora é que eu não duvido que meu avô tinha certeza do que tava falando.

Vô, descanse em paz.

Moro em Buritis, MG e algum tempo atráz houve histórias de que lampião estava enterrado aqui.Houve inclusive reportagens na televisão onde pessoas(não desta cidade) afirmavam que tudo eram mentiras. Agora comprei o livro e vou aprofundar este assunto. Realmente gostaria que se comprovasse que o rei do cangaço está enterrado aqui na minha cidade.Vou pesquisar no cartório de registros, possíveis coincidencias em óbitos de agosto de 1993.

Gostaria que Expedita,a filha de lampião ,fizesse um favor ao seu país,se sujeite a um exame de DNA por questão de dignidade e pelo bem da verdade .A verdade pode demorar a aparecer,mas ,o tempo que ela passa oculta,aproveita para polir a sua límpida missão no cenário da vida.

Fiquei empolgado com a descoberta de José Geraldo Aguiar vou dizer porque: Sou de Campina Grande PB e conheci um cidadão pai de um amigo meu que era do sertão de Pernambuco e conheceu lampião pessoalmente. Aprendi com a pessoa citada que Lampião era vivo e que quando aconteceu a chacina, somente parte do bando estava acampada em angicos e que o tenente da história tinha uma promessa de pomoção, por parte do governo de Sergipe, se capturasse o bando de Lampião. Lampião não traiu aquela
parcela do bando que foi surpreendida e executada pela volante. Quando Lampião, que tinha ido a fazenda de um amigo, buscar víveres, ficou sabendo da chacina,seguiu a pé pelo mato e o bando se desfez. a cabeça exposta como sendo de lampião, era a de um leiteiro que foi executado por ter alguma semelhança com Lampião. Conheço esta história desde 1970 e se tiver permissão da familia posso revelar o nome da pessoa que a contou para mim.Só posso dizer que o depoimento do Sr. José Geraldo Aguiar é verdadeiro e corresponde ao que sei desde 1970.

Cheguei em Recife-PE em 1991 p trabalhar na Rádio Globo, permaneci 9 anos e procurei ler tudo sobre o lendário José Virgulino Ferreira (Lampião).Até hoje sou crédulo nas informações da morte de Lampião e Maria Bonita numa emboscada na gruta de Angicos em Sergipe. E agora leio esse artigo onde vc desmente tudo q foi publicado até hoje sobre o fim do Cangaço e a morte do casal. Fiquei bastante embaraçado, mas como sabemos q nunca é tarde para se provar o contrário, vou esperar sua publicação e espero q seus argumentos sejam bastante plausíveis e possa dar uma revira volta na história. Vou fazer alguns comentários nos meus Blogs e preparar meus visitantes sobre tal publicação.

achei muito interessante e acredito no que voce contou.
Esta de parabens pela coragem e honestidade para ddesmentir essa farça .

ACHEI AS FOTOS DE LAMPIÃO EM ATIVIDADE COM A FEITA PELO FOTOGRAFO BEM COERENTES VOU COMPRAR SEU LIVRO
LI MUITO CORDEL LI BILLY CHANDLER E OUVI HISTORIAS
DE MEU AVO QUE FOI CONTEMPORANIO DE LAMPIÃO E QUE MEU
BIZAVO FOI SEQUESTRADO POR LAMPIÃO POR 2 MESES
POIS ERA CONHECEDOR DAS REGIÕES NORDESTINAS E SERVIU
COMO GUIA FINALMENTE ELE CONSEGUIU FUGIR
POSTAREI NOVOS COMENTARIOS QUANDO LER TEU LIVRO

Bom, em primeiro lugar eu acredito sim nesse fato que lampião morreu em minas gerais com 96 anos, até porque a maioria dos escritores mete o pau em lampião, dizendo que ele e o bando dele eram estrupadores e matavam qualquer sem motivo, isso eu não acredito.

Com ceteza esse livro é muito bom, gostaria de dar os parabéns a esse escritor formidavel e corajoso, so gostaria de saber se lampião realmente era esse mostro que os outros escritores dissem, estuprador, que ele matava crianças e queimava as casa das pessoas pobres para roubar e saquiar, eu não acredito nisso, até porque na minha opinião era a policia que fazia isso para que as pessoas tive-se raiva do verdadeiro heroi do sertão., me esclareça por favor.

Me despertou uma curiosidade tão grande, um interesse tão rápido que comprei o livro hoje e vou esperar chegar para ler.

Li o prefácio e vou gostar do livro.
Parabéns pela pesquisa.

Ficamos felizes com o seu interesse. Para saber mais entre no site da Editora. http://www.thesaurus.com.br

esta historia é uma maravilha pra população do noredeste brasileiro
se ele estivesse vivo ate esta data seria o fenomeno da caatinga seriia um Osama Bin Laden que homem era esse que nem as volantes o pegaram porqe ele tava de um lado e a volante ia pra outro com medo do rei do cangaço
este é meu ocmentario.. de um Juazeirense//BA//
que gost da historia do Brasil e do Nordeste Brasileiro
CREDIITO A: Erica Souza..

jose geraldo eu sou de São francisco tenho 29 anos eu tambem vi meu pai fala de lampião ele falou que esteve sim em são francisco mg….gosto muito das historias dele…

jose geraldo eu sou de São francisco tenho 29 anos eu tambem vi meu pai fala de lampião ele falou que ele esteve sim em são francisco mg….gosto muito das historias dele…

Moro em Buritis, M.G. e em visita ao cemitério local, conversando com o coveiro, que é meu amigo e trabalha lá há varios anos, perguntei se sabia que Lampião estava enterrado ali. Ele prontamente me disse: está logo ali, e me mostrou o local da sepultura.Disse também que mais de 80 pessoas já procuraram este local.Falou também a rua e localização aproximada onde ele morava. Estes dados batem cem por cento com os do livro, mesmo o coveiro não sabendo da publicação do mesmo. Disse ainda que uma senhora( não lembro o nome)a algum tempo atrás, mandou dar uma reforma na tal sepultura, dizendo que não era um qualquer que estava enterrado ali.Esta senhora tem um filho que tem um bar aqui na cidade. Vou pesquisar mais sobre o assunto e posteriormente postar aqui. Aqui na minha cidade, estou divulgando o livro e a sua narrativa. Há alguma resistencia mas no geral ,as pessoas recebem a notícia com euforia.

vender seu livro,o capitalista e fogo,lampiao morreu a tempos em angeico,moreno o ultimo cangaceiro vivo q o diga, vc esta querendo aproveitar da história de um morto.

agora buritis vai ficar famosa as custas de lampiao, minas gerais gosta de roubar histórias de outras culturas, igual ao et de varginha.

sou apaixonada por história,e é simplismente inacreditavél o que acabei de ler .como faço para comprar esse livro

só mais uma curiosidade,já que ele teve outras mulheres, não seria possivél ele ter outros filhos

Bom dia Aliandra, entre no site http://www.thesaurus.com.br e peça já o seu exemplar. Obrigado por sua contribuição.

Sinceramente fiquei feliz e torço para que seja verdade que lampião não tenha morrido em angicos.Agora gostaria que a discussão continuasse seguindo o caminho da lógica e embasada em fatos verídicos. Um exame de dna de possíveis filhos de lampião resolveria a questão, talvez. Um abraço a todos os comentaristas e sinceramente gostaria de ouvir alguma sugestão que me ajudasse a diminuir minhas dúvidas porque sou um admirador de lampião.

LEGAL
MEU PAI NASCEU EM ITABAIANA…
JÁ OUVI FALAR QUE MINHA VÓ TINHA CONTATO COM ELE…
ACHO QUE É HORA DE RESGATAR AS HISTÓRIAS DO POVO BRASILEIRO!

ja fizeram teste de dna comparando material retirado da cabeça com a da folha de lapião?
E inde ela mora hoje em dia se é que é viva ?
e como eu posso adquiri o livro aqui em Salvador

Nossaaaa!!! fico surpresa pela história,na verdade quando criança e ouvia as histórias de lampião não me conformava com o final achava que existia algo errado nesta história,não sei porque mas não me conformava nesse final trágico,achei que esse final havia um mistério que um dia haveria uma nova revelação,não sei porque achava que ele era muito esperto e inteligente e que nao se entregaria assim tão fácil,sempre achei uma morte sem sentido dizia sempre p/ as professoras qdo tocava no assunto,até brigava com as professoras que ali não era lampião,que coisa nê?fiquei arrepiada qdo vi essa matéria,sensacional,eu tinha certeza que não foi isso que aconteceu,mas não sei como e porque achei isso,incrivel,achei que teria morrido de outra coisa e nao dessa forma…amei essa matéria em saber que não era ele ali,apesar de ter feito trairagem com o bando dele mas o cara foi esperto novamente,e ele ter vivido mtos anos escondido e conformado,não era por menos se o revelassem ele seria julgado pela população e família daqueles bandos de um tremendo covarde,ficaria assim definido…

Boa Tarde Giba, você poderá procurar nas principais livrarias da cidade. Se preferir entre no site. http://www.thesaurus.com.br/?affid=nosrevista_gc

Por que não consultar as autoridades que realizam pesquisas junto à Biblioteca do Exército Brasileiro? Talvez…….

ola caros leitores eu nao sou a dona dese site eu sou marido delada da dona como nao tenho site estou escrevendo no site dela meu nome e francisco da silva ferreira acho q sou o maior fa do cangaco quando vejo fotos leio estorias sintosaudades de um tempo q nunca vivi falo para as pessoas q nasci no tempo errado logico me chaman de louco mais sou o maior fan do cangaco fiquei feliz por saber q a historia n acabou e que tem mais estorias escodidas pelo amor d deus nao deixen os ultimos cangaceiros vivos morreren e levaren as historias do nosso sertao para o tumulo juntos com eles fasso um apelo a voces estoriadores aproveite os cangaceiros ainda vivo procuren ele fasan entrevistas gravadas fasao documentarios com cameras amadoras mas nao deixen nossa estoria morre se eu tivesse condissoes eu mesmo percorreria o brasil a tras dos ultimos cangaceiro nen q eu levasse a vida inteira mas eu jamais deixari nossa historia morre junto com eles voces q sao apaixonados pela historia do cangaco e estoriadores q queren sabe da verdadeira historia do cangaco nao perdao tempo pois a cada ano q passa morre mais um dos ultimos cangaceiro vivos e com ele morre um pedasso da historia e morre verdades q so ele sabe q so ele viu qso ele foi testemunha viva pelo amor d deus voce q pode faser isto nao espere muito tempo pois a cada ano q passa nossa historia esta morrendo humildemente se puderen me levar para se mais uma testemunha e ajudar no q puder eu serei eternamente grato ass francisco da silva ferreira um eterno fan do cangaco e um grande curiosso en saber a verdade da nossa historia do nosso cangaco o verdadeiro E VIVA LAMPIAO OVERDADEIRO REI DO CANGACO

Sou advogado trabalhista há 20 ANOS, defendo, preferencialmente os trabalhadores vítimas de assédio e danos morais, além dos valores que lhes são sonegados, procurando, assim, uma maneira de impor uma relação de emprego onde as parte respeitam, mutuamente, a dignidade da pessoa humana, atuo no Recife/PE, sou filho de uma moradora da cidade de Floresta dos Navios, próximo a cidade de Serra Talhada e dizem que um dos irmãos do meu avô era AMIGO de Lampião (fazendeiro).Assim sendo, gostaria muito de adquirir o livro em tela, de modo a colher mais algumas informações acerca desse corajoso cidadão brasileiro (como poucos).

Sou Pernambucano, e tenho amigos na cidade onde Lampião nasceu (Serra Talhada). Tem um certo fundamento o que o autor relata neste livro e com certeza, Lampião não era burro de se deixar a bondade de ninguém, sabendo ele que era procurado pelas autoridades vivo ou morto… ele era inteligente… dizemq ue para despistar o rastro, ele usava percata com a frente para trás, ou seja: quem estivesse no rastro dele iria para o sentido contrátio, por aí você tem certeza a inteligência e astúcia dele… Admiro muito o Cangaço e Lampião, como também tenho orgulho de ser Pernambucano. Embora falem e comentem uns e outros, que el foi bandido e heroi… mas, pior é neste mundo que vivemos, que está cheio de Lampião, só que uns Lampiões covardes e escrotos!!!

tenho interesse em adquirir o livro, como faço para compra-lo???

sou mineiro e adoro a historia e muito interesante e muito legal o grande lampiao.abraços é suceso com sua historia..

Eu acredito que lampião não foi morto como relata a estoria, tive oportunidade de assistir uma entrevista no Fantástico em 1976 com “Asa Branca” dizendo que lampião estava vivo no sertão da Bahia ou em Minas Gerais e recentemente no jornal nacional uma mulher relevou que antes de morre seu marido confessou que era lampião, não me recordo em qual estado. por isso acredito piamente na sua versão sobre a verdadeira historia de Lampião.

muito bém, agora acredito na verdadeira morte do rei do cangaço.me mande algosobre lampiao,,sgt_boy@hotmail.com….ou 86312210 pe

meu amigo se vç pode prova isto, e so manda ver pois vç vai mudar tudo que se falou ou pensou ate hoje.

Tendo morrido em angico, na Bahia ou no raio que o parta, Lampião foi somente uma coisa, UM BANDIDO DE MARCA MAIOR!!!!!

MUITO BOM O ARTIGO, PRECISAMOS QUE SE ACENDAM NOSSAS HISTORIAS E NOSSAS ORIGENS.
LAMPIÃO FOI UMA CRIANÇA INOCENTE QUE NASCEU NO MEIO DA POBRESA , CONFUSÕES E SEU ENSINAMENTO FOI VENDO MUITA VIOLENCIA E COVARDIA , APESAR DE QUE ELE ERA UMA PESSOA MUITO INTELIGENTE.
HOJE PRECISAMOS DE MUITOS LAMPIÕES PARA ACABAR COM MUITAS CORRUPIÇÕES ESPALHADOS POR ESTE PAIS LINDO E RICO.
O PROBLEMA DO NORDESTE NÃO É AS PESSOAS QUE SÃO ANALFABETAS,O PROBLEMA É QUE A INTELIGENCIA DOS NORDESTINOS É TÃO SIMPLES E ONESTA QUE OS VILÕES QUE APOIA O DEMONIO NÃO DEIXAM QUE ELAS SIRVAM AO PROXIMO.

GOSTEI MUITO DE TUDO QUE ESCREVERAM VOCÊS ESTÃO DE PARABÉNS

ue acho que lampiao foi um homem justo !

Sinceramente, com o devido respeito à opinião do escritor, discordo plenamente. Se a caso o Mestre do Cangaço tivesse conseguido fugir ao ataque, com certeza teria continuado sua grande e próspera missão. Como a própria história conta através de relatos dos “macacos” que permaneceram vivos; de cangaceiros que viveram por anos e outras questões mais, o Capitão era esperto e um grande mestre estrategista. Ele tinha sósias e, não dúvido, aliás acredito nisso, que este cidadão de Minas Gerais, seja um deles e se utilizou desta situação. Tanto acredito nisto, que vários outros escritores, através também de “pesquisas”, já mencionaram outras datas para a morte de Lampião, que não em Angicos (1981, 1986, 1991, etc.). Mais uma das histórias a que fica sujeito o Mestre e Grande Estrategista Capitão Lampião.

Em complemento, basta fazer uma pesquisa mais detalhada pelo próprio google, para descobrir facilmente que essas histórias de que o Capitão permaneceu vivo, são várias. Na verdade (sic) deveriamos acreditar também que Elvis não morreu, que o Michel Jackson também não! Fruto de imaginação popular.

sou gaucho, gosto muito da historia, homens que fizeram tremer o chão algum motivo forte existia, claro quem mata é bandido quen morre é heroi,tenho muito respeito e admiracão pela historia de lampião tenho uma duvida poderia ter emigrado filhos de lampião para o sul do rio grande do sul onde foram parar seus arrelhos suas armas ? existe algum muzeu? ou simplesmente ficou tudo perdido no tempo afinal ele morreu de velho,

SOU DE BURITIS-MG E CHEQUEI A CONHECER ESTE SENHOR MAIS JAMAIS SUSPEITARIA QUE FOSSE O LAMPIAO, E TAMBEM CONHECI O SEU PRIMO O ZECA FERREIRA QUE VEIO PRA BURITIS FUGINDO DO LAMPIAO. “UMA CORIOSIDADE O JAGUNÇO JARARACA TINHA O MESMO SOBRINOME QUE EU CALAZANS E UM TENETE QUE O PERSEGUI LAMPIAO TAMBEM .

Já li o livro, acompanho a historio do cangaço de perto, meu tio conhecido no bando como “zé doido”, falecido e meu pai conhecido no bando “diabo louro” vivo bastante idoso, rumo aos 100. Meu pai afirma q é tudo mentira no livro, só que ele fala rindo, acredito q ele tinha um código de hora com Lampião pois ele ficou muito interessado no livro, leu, ficou pensativo, tentei o maximo pra ele falar a verdade e só ficava rindo e dizendo não tenho nada a declarar. Moro em Brasilia

Sou escritor com 08 livros sobre o cangaço, tenho 17 anos de pesquisas sobre o tema e minhas pesquisas e entrevistas com ex-cangaceiros, ex-volantes e coiteirosa confirmam a morte de Lampião na Grota do Angico, em Poço Redondo, Sergipe.
Não podemos mudar o rumo de uma história que tem pessoas sérias envolvidas perseguindo os fatos a mais de 50 anos e ouvir um depoimento isolado e sem fundamentação lógica, dando créditos a um impostor que foi desmascarado em um encontro acontecido no Ceará, durante o Cariri Cangaço, inclusive o dublê de escritor Geraldo esteve com o casal de cangaceiros Moreno e Durvinha e queria que o Moreno dissesse em um depoimento filmado que Lampião não tinha morrido em Angicos e é claro que Moreno o colocou para fora de casa.
para conhecer um pouco mais: http://www.joaodesousalima.com
http://www.lampiaoaceso.com
http://www.cariricangaço.com

Sou adimirador das historias do cangaço e sobren tudo de Lampião. Este novo fato revelando que Lampião não morreu em Angico e sim em Minas Gereais, nos traz uma dúvida como ele conseguiu passar estes anos todos oculto ou alhei á vida que levava no cangaço. Mas esperar que haja proovas convicentes a respeito.

Tenho estudado bastante a historia do cangaço e em especial a de Lampião, se isso tudo for verdade, de fato a historia do brasil da maneira que se encontra escrita ficaria bem abalada e desacreditada. É caso de estudos mais apurados, qualquer história deve ser bem analisada, se ele viveu este tempo todo e se morreu em 1993, há como se fazer DNA, e se tem filhos vivos isso também melhora muito a confirmação esta história que é mais uma entre inúmeras que já temos conhecimento. Não devemos agir e pensar com emoção e sem com a racionalidade de pesquisador investigativo. Todos dizem e escrevem o que querem, provar é que é o grande segredo. E se as provas forem irrefutáveis estamos diante de um grande problema para as autoridades deste país resolverem e se explicarem.

BANDOLEIRO
Sou professor de História e fui jornalista.Aqui
em Montes Claros-MG,também já ouvi um pernambucano garantir
que Lampião não morreu em Angicos(Se),mas que fugiu e foi ser
comerciante em Recife.Isto,antes de o livro de José Geraldo
ser escrito.Diz ele que o bandido/bandoleiro veio descendo o
São Francisco,morando em cidades ribeirinhas.
Agora,muito me admira alguém se dizer fã de
Lampião!É outra questão!E será que tem a coragem de ir à missa
ou ao culto,onde ouve o “Não Matarás”ou o “Não faça aos outros o que não gostarias que fizessem contigo”?E se um ente querido de um fã de Lampião tivesse sido morto por ele?
A opinião seria a mesma?

gostei muito do que li e gostaria saber mais á respeito por favor que me informen por email sobre algo mais e outros que também afirmam isto que li, fiquei impressionado, legal a matéria.
até mais…

Fiz comentários acima, mantendo-os na íntegra. Não somente gosto de Lampião, como admiração, respeito e tenho-o como um verdadeiro herói. De qualquer forma, respeito a opinião de todos.

Grande herói, o que aliás, até hoje é respeitado em várias partes do nordeste brasileiro. Tenho grande respeito e admiração por Virgulino Ferreira da Silva.

Tudo leva a crer que lampião não foi morto na emboscada do Angico.
A cabeça colocada à visitação pública por muitos anos, foi a cabeça de um sósia, não muito parecido, motivo pelo qual, foi desfigurada.
Quanto a verdadeira instoria, caso o governo tivesse interesse em desvendar, bastaria realizar um exame de DNA, mas isto as autoridades não querem.
Por que não querem? Porque sabem que o verdadeiro Lampião morreu de morte natural, e não é interessante mudar a historia contada.

Tudo leva a crer que lampião não foi morto na emboscada do Angico.
A cabeça colocada à visitação pública por muitos anos, foi a cabeça de um sósia, não muito parecido, motivo pelo qual, foi desfigurada.
Quanto a verdadeira hinstoria, caso o governo tivesse interesse em desvendar, bastaria realizar um exame de DNA, mas isto as autoridades não querem.
Por que não querem? Porque sabem que o verdadeiro Lampião morreu de morte natural, e não é interessante mudar a historia contada.

Sou cearense, pariu no sertão quiteriense em 1953. Sou admirador desse senhor serra-talhadense, cognomido Rei dos Sertão nordestino. Quando criança convivi com alguns vaqueiros, todos valentes e afavéis como a doçura de uma criança, todavia, se alguém tentasse desonrá-los, o bofe lapejava na cara do desafeto antes da canindé(ver Houaiss), e não havia intromissão. Nesse mesmo tempo, repudiei a figura de certos “politicos-coronéis” pela prepotencia gratuita de suas ações antissocial. Voz imperativa e desumanidade contra indefesos cordeiros que pastavam a 30/40 metros do seu alcance,donde saiam alguns disparos da potente espingarda e da parabélum para mudança do cenário; agora com o rebanho em disparada com um número menor. Cinco dormia o sono da morte com sua lã ensopada de sangue. Enquanto isso o covardão ditava para o compadre fazer as contas do prejuízo. Desculpem-me o tabuismo que vou proferir: o puto se dizia padrinho de todas as crias dalí, inclusive eu. Aproximei-me dele e perguntei: por que o ‘sinhô’ matou os “bichinhos”? E zangado retrucou: _ sai daqui menino… saí devagarinho e igualmente zangado e com os olhos umedecidos. Um vaqueiro que presenciará ficou carrancudo e passou a mão sobre minha cabeça. Este afago me dizia: o que ele fez não é certo, viu?!. Graças a Deus não presenciei mais essa, pois acredito que o desfecho seria outro…(de ora ações! orações …). No mesmo ano, a seca inclemente(leiam “OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO NO CEARÁ-SECA”) me separou da minha mãe e de meus quatro irmãos em busca de uma tutoria de parentes; era o caçula e órfão de pai aos dois – não conheci meu pai. Em 1961, migrei para Fortaleza(CE) e por ocasião do Regime Militar conheci um amigo que era um dos filhos do grande repentista ‘Cego Aderaldo’. Homem de poses e que convivei com nosso idolo Virgulino Ferreira da Silva. O capitão gostava muito do repentista e a reciproca era verdadeira. Jamais ouvi falar nessas barbáries cometidas por Lampião. Não era covarde e mandava avisa com antecedencia sua estada na cidade. Sou contra o preconceito de alguns pseudojornalistas que odeiam o Nordeste, especialmente seus filhos – nordestinos. Já reclamei a emissora dominadora das massas sobre a utilização inadequada do termo ‘cangaceiros’ para o banditismo nacional. Mas ela desdenhosa para com essa Região. Hoje o a revista eletronica deles cometerá mais um acinte. Infelizmente, não se trata de um Pncho Villa nem Jesse James etc.

PRIMEIRA MORTE
Na atual reencarnação,o fotógrafo José Geraldo
experimentou a primeira morte,em São Francisco,Norte de Minas.Ele tinha cerca de 60 anos.Que Deus o tenha!Será que ele vai encontrar Lampião?Muito difícil,as condições evolutivas de cada um são diferentes.Estão,portanto,em faixas
diferentes…A informação me foi dada por um motorista de táxi sanfranciscano.

SOBRE A MORTE
“A informação me foi dada por um motorista(…)”.A informação sobre a morte.As condições dos dois no Mundo Maior
ficam por minha conta,baseada nos estudos e pesquisas que faço.Que Deus nos proteja e nos ajude a diminuir nossa ignorância,incluindo Zé Geraldo e Lampião!Muita paz,internauta!

E A FOTO?
O livro em questão traz na capa a foto de um
ancião com características nordestinas e o mesmo problema no olho esquerdo.Se não for Lampião,pressupõe-se que o personagem da foto ou a família iria reclamar.Por que ninguém
reclamou,até onde sei?
É apenas um argumento,diante de um assunto tão
complexo.Com a palavra,a Ciência!

Omde compro o livro?

Caro leitor, você pode comprar o livro na página da editora. http://www.thesaurus.com.br/livro/2114/lampiao-o-invencivel/?affid=nosrevista

Concordo plenamente com O JOão Tenorio,no BRASIL tudo acaba em SAMBA;;;;viva aos brasileiros que lutam pela propria sobrevivencia;o resto…. so é resto;;;politica podre;;;

Tudo que envolve o cangaço tem algo de polêmico em sua natureza. É factível supormos que a dúvida é esclarecedora. Para contestarmos a versão de Geraldo Aguiar é preciso outras provas contundentes. O que a História conta pode e deve ser posto em dúvida, a dúvida dialética. Aqui no interior da Paraíba, ainda é recorrente a tese de que Lampião morreu mesmo em MG. Também se ouve desde muito tempo que o mesmo teria fugido e vivido como fazendeiro em MG, assim como fez outros célebres cangaceiros, a exemplo de Sinhô Pereira. Na Bahia meu pai que tem 79 anos, também ouviu histórias de que Lampião vivia em MG. Contava-se como certeza. As cabeças eram dos que se diziam ser? Que provas existem de que Lampião morreu mesmo em Angico? Mostre-as!

sou historiador, existe um senhor que morou em campina grande-PB que lampião morou tb em campina grande, inclusive foi feita uma reportagem com o homem em 1965. aqui está o link do jornal da época
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=281959088554164&set=a.127660457317362.32841.100002202246817&type=1&theater

acredito sim que lampião pode ter morado em campina grande e após a publicação do jornal tenham fugido para pernambuco até encontrar sossego em Minas. gostaria que vc deixasse telefone pra contato e email para que possamos marcar uma palestra com vc aqui na Universidade estadual da paraíba. um abraço e parabéns pelo livro

achei legal esse site

não concordo plenamente , pode até ser que o virgulino tenha escapado ,mas daí por que ele parou de atacar?

Quero comprar um exemplar desse livro. Moro em Juazeiro do Norte, e sou apaixonado por Lampião, por sinal uso o nome dele no Radio Faixa do Cidadão.Por favor entrem em contato comigo. (88) 8816 – 7066

Olá João Carlos, primeiramente, obrigada por acessar o site. Você pode comprar o livro Lampião, o invencível no site da Thesaurus Editora, acesse o link: http://www.thesaurus.com.br/livro/2114/lampiao-o-invencivel e poderá adquirí-lo.

Olha, depois de ter lido todo este documentário do autor deste livro, e pela experiência que tenho de vida,sinceramente me convenso de que tem muito sentido a história narrada pelo autor José Geraldo.
Claro que,gostaria muito que se apurace a verdade dos fatos, exatamente para por fim expectativa de todos nós que queremos a verdade.

Um abraço,

Mauro Romel Bicalho.

Olha, pelo que que eu li deste documentário,não me deixam dúvidas. É necessário que se apure a verdade, e tire todo tipo de especulação de possíveis histórias inventadas e tendenciosas publicada em livros ou revistas.
Todo o povo brasileiro está esperando anciosamente a história real.
Uma abraço.
Mauro Romel Bicalho.

tambem confirmo a historia narrado por vossa senhoria,sou parente de lampiao(minha avo maria gomes de souza,filha de francisco pedro da costa irmao do avo materno manoel pedro lopes),ha 40 anos que comento esta historia, bem como para comprovar descobri que ezequiel irmao de lampiao morto no confronto com coronel jose rufino em gremoabo),na verdade esteve com meu pai ainda vivo(o unico que esteve com ele em serra talhada, em 1974),logo que chegou a valenca\pi, faleceu seu nome la era joao gomes(feirante), ate la ja fui, se vc quizer entre em contato comigo pelo fones 83-3058-5023\9925-7224,sou agente de policia federal residindo em campina grande, aqui tenho varios objetos dele(lampiao e seus irmaos)rifle, fuzil,parabelum,punhais certidao de nascimento de antonio,livino. ezequel e virgolino. bem como tenho um retrato ele com 14 anos com um rifle 44. fico no aguardo para completar a historia.

Eu vi Lampião se apagar !
Que tem demais esse cabra?
Era só um bandido, nada mais…
matava de um lado e de outro…
esmola só pra descarregar o remorso…
Era só um bandido, nada mais…
O resto é mito
e fantasia de frouxo!

Adoro a história do cangaço, sempre que posso(tempo)fico pesquisando na internet sobre o assunto, e hoje deparei com estas informações, pretendo adquirir este livro de José Geraldo Aguiar e farei questão de ler e reler, particulamente acredito nestas informações que o lampião não morreu na Grota de Anjicos, lampião era um sujeito astuto, inteligente e como todos diziam ele era um grande estrategista, como ocorreu no caso de Adolfo Hitler que muitos alegam que ele não morreu como conta a história.
Atenciosamenete,
Cidrak.

Existem pessoas que não deveriam fazer nenhum tipo de comentário, pois não tem cultura alguma, ficando de boca calada é melhor, um livro como esse é de suma importância pois se verdade for os fatos relatados nesse livro muda totalmente o rumo da história do cangaço,por traz dessa história existe interesses ocultos que jamais o estado fará questão de esclarecer.

PARA OS INGÊNUOS DE PLANTÃO.DAS DUAS UMA,VOCÊS ESCOLHEM,OU O CARA TINHA UMA IRMÃO GÊMEO HOMOZIGÓTICO OU ELE REALMENTE MORREU NO MASSACRE DE ANGICOS.O PRÓPRIO INIMIGO NÚMERO 1 DELE,JOSÉ SATURNINO,DISSE TER INDO AO LOCAL E RECONHECIDO O CORPO,GRAÇAS A UMA MANCHA NEGRA QUE O MESMO TINHA DE NASCENÇA,

Como leitor interessado e formado em História, coloco a situação em questão, como mais uma daquelas inseridas no contexto das Teorias Conspiratórias. Até que se prove o contrário, vai prevalecer a versão oficial, por mais duvidosa que possa parecer.

VOU LEVANTAR UMA TEORIA MUITO MAIS CONTUNDENTE A RESPEITO DO QUE ESTA,CONTADA POR ESTE JORNALISTA,QUE AFIRMA QUE LAMPIÃO NÃO MORRERA NO CERCO DE ANGICO,LÁ VAI:PROPAGANDA ENGANOSA PARA VENDER SEUS LIVROS,LEMBRE-SE,QUE A PROPAGANDA É A ALMA DO NEGÓCIO,PELO JEITO SEU OBJETIVO ESTÁ SENDO ALCANÇADO.NENHUMA DAS PROVAS APRESENTADAS POR ELE É SEGURA E CONTUNDENTE,TODAS SÃO FALHAS,EX.:REPAREM BEM NA FOTO COMPARATIVA DO LAMPIÃO NOVO E VELHO,OBSERVEM NO FORMATO DA BOCA DO JOVEM COM A DO VELHO,UM FORMATO TOTALMENTE DESIGUAL E AMBÍGUO;E ANTES QUE ALGUÉM VENHA A DIZER,QUE É POR CAUSA DO TEMPO,VOU LOGO DIZENDO QUE SOU BIÓLOGO E PROFESSOR DE BIOLOGIA, E DIGO E AFIRMO,COM EXCEÇÃO DAS ORELHAS E NARIZ,OUTRAS PARTES DO CORPO NÃO SOFREM ALTERAÇÕES DE TAMANHOS,FORMICAS,A NÃO SER POR CIRURGIAS PLÁSTICAS,CIRURGIAS ESTA INICIADAS NA DÉCADA DE 1980.

Sou Pernambucana e nasci em Serra Talhada Sempre ouvindo de meu pai Estórias de Lampião, que era Primo de meu avó e acredito na versão do escritor,meu tio que nasceu em Serra e mora em goias falou essa História que agora foi confirmada pelo escritor no caso ele falou que Lampião tinha morrido de velhice em Goiás Na foto da Família de Lampião meu pai sabe o nome de todos na foto são Meu Avó e primos ,e com certeza comprarei o livro.

Hoje ainda temos os nossos lampiões.
Pena que não podemos cortar-lhes as cabeças.

Lampião
Acredito que o jornalista escritor esteja certo, o velho lampião não era marinheiro de primeira viagem, o cara era astuto, o cara passar 20 anos driblando aquela polícia arcaica e cada vez, adquirido mais experiência, iria se deixar pagar por aqueles babacas dos macacos como ele dizia. Não dá para acreditar, o cara era osso duro de roer. Existem informações que a própria policia fornecia armas e munição a ele, Que tinha amigos na polícia e no exercito. Os caras no fundo,respeitavam o velho candeeiro! Com todas as amizades que ele tinha, dificilmente ele não ficaria sabendo caso houvesse mesmo uma conspiração para matá-lo. Até porque, quem não gostaria de fazer média com o rei. Poderia ate lavar alguns trocados, pois segundo consta ele estaria bem abonado no cascalho!
Essa politicagem de deixar a história como está, tem uma finalidade, uma é não comprometer a idoneidade de alguns figurões da época, outra é não ridicularizar a polícia da época (os macacos). Por outro lado, não caracterizando a política de hoje, bem como os setores de segurança de hoje, (que é uma podridão), com a podridão que já existia naquela época, no fundo, nada mudou,…só as moscas!
A troca de favores sempre vai correr frouxa nesse país!
Vê-se tanta bandalheira hoje praticada por políticos e algumas alas da própria polícia que poderia muito bem o velho lampião reencarnar para resolver o impasse, o que por outro lado, pior, acho que não ficaria! Aí provavelmente teriam que forjar sua morte pela segunda vez
Hoje os bandidos comandam suas empresas de dentro das cadeias, bem à vontade, um lampião nos dias de hoje, iria até gostar de estar hospedado numa delas, não correndo risco algum lá dentro, sem a polícia nos seus calcanhares, e a família ainda recebendo uma pensão (Ajuda de custo- Auxílio reclusão)

Maria Bonita, luiz Pedro e Quinta Feira são cabeças reconhecidas…Já a de Lampião..O que restam são os depoimentos de Sila, Zé Sereno e Balão que estavam em Angicos… Outro detalhe, o olho cego de Lampião era o direito e no ancião parece normal ou de vidro…Não acredito na versão do jornalista…Outro detalhe, a vingança de Corisco contra a família Ventura e sua queda dois anos depois na Bahia.

Tenho 99,9% de certeza que José Geraldo Aguiar descobriu a verdadeira história, pois Virgulino Ferreira da Silva vulgo Lampião não era covarde como citou sua filha que se negou a fazer os exames de DNA! Bom apenas não era burro, vendo que o cerco estava se fechando no nordeste e que mais cedo ou mais tarde o governo federal iria fazer o mesmo que fez em canudos, acabou aceitando a proposta das autoridades locais que lhe dava apoio disfarçadamente, e que tinha interesses políticos e sociais em ganhar fama, popularidade e dinheiro com toda essa mentira…Lampião já estava ficando velho e cansado da vida do cangaço e acabou aceitando o dinheiro dado pelo acordo e acabou fugindo para Minas Gerais onde não era conhecido, e era uma terra prospera devido a fama do ouro e clima bom para agropecuária…e com o dinheiro que ele tinha recebido no acordo poderia comprar umas terras por lá e ter uma vida pacata e sossegada com a família que ainda não tinha constituído!….
Obs: Se eu fosse o Lampião teria feito o mesmo!E se fosse filho dele fazia o tal exame de DNA para mostrar para queles que não acreditam ainda na verdadeira história.

A chave para desvendar toda essa dúvida é a irmã de Lampião Sra. Maria Ferreira (Dona Mocinha) que vive em São Paulo, e pode fazer o exame de DNA com os restos mortais do Lampião de Minas Gerais que faleceu em 1993!

Tbm tenho minhas dúvidas se Lampião morreu msm. naquela emboscada, até por q antes seu irmão Ezequiel(ponto Fino) todos anunciaram a sua morte e ele morreu 50 depois no Piauí, todo mundo aki conheceu ele, morando em Valença até seus últimos dias e ainda hj. tem seu túmulo e seus descendentes sempre falava q Lampião era vivo e achava q morava pro lado do Goiás..

Qual cidade ele foi enterrado em Minas ???

falta um pouco mais de fotos para melhor explicação do conteudo!!!!

eu estive recentemente na cidade de Betânia-PE, e vi relatos de pessoas de idade, que Lampião não morreu em angico, ele foi morra em minas gerais,, estive ate em uma gruta onde ele dormia quando passava por ali, foi encontra no local vestígio dele, com objetos da época…

eu tinha certeza que um cabra como Virgulino ñ iria deixar um calça frocha de um mocaco qualquer abater ele foi é e sempre será na minha opinião o mair BRASILEIRO do mundo coragem raça determinação justo dos justos um homem que honrava as calças que sua santa mãe o ensinou a usar falo de Virgulino com muito orgulho que pena que ñ temos mais um grande homem desse ai seria bem diferente a historia desta terra porca e suja chamada brasil de corruptos sujos e porcos….deixo aqui o que penso e ñ volto atras o que falo seguro até o fim…PIRATT TARGINO de CAMPO GRANDE MATO GROSSO do SUL.

Nossa! se isso for mesmo verdade, entao o osso da perna de lampiao pode ser de outro membro do grupo! vou procurar o vendedor e questionar sobre a historia!!! pois isso nao se faz, se for essa a verdade…

gostaria muito de conhecer LAMPIAO o REI de todos os tempos, o rei do cangaço e o rei mundial, nasçeu em pernambuco e morreu em sergipe,

prezado eu lie toda esta reportagen acredito verdadeiramente ate por que em 1972 eu assistie uma reportagen deste tipo pela globo disendo que lampão nao tinha morrido na quele fogo,disendo que o mesmo morava em MINAS tudo bem,eu assistie outra reportagen se nao estou enganado foi pela band,onde o reporte chegou a casa de um irmão de lampião na margen do rio são francisco,onde uma das filha deste sr.nao deixou o reporte se a proximar,e dair pra frente,agora te pergunto por que os legista da univercidade de são paulo foi procurar familiares de lampião pedindo autorizaçao para fase exumaçao de uma ossoda que disian eles ser de lampião,que apouco tempo iinha morrido. na miha opinião vc estar certo,aqui eu ja ouvie falar que lampião ja esteve em mossoro dia de finado visitando a cova de jararaca,quando se aproximou uma pessoa de conhecimento dele e do bando ele foinembora,tem haver que este homem não foi morto por policia nunca concordo com vc.

Eu já li o livro e tenho a certeza que o escritor fala a verdade, lampião era um homem astuto e inteligente, nunca dormia junto do bando, e tinha vários cachorros que acompanhava o bando que também era utilizado nas casadas, como mostra as fotos, nunca ninguém poderia se aproxima do bando se que os animais percebessem.
as entrevistas feitas no livro é feito com pessoas serias e de idade avançada, os documentos postados no livro como registros e carteira de trabalho são originais, a foto de Maria bonita com 67 anos nunca vi parecer tanto com as fotos antigas. parabém Jose Geraldo,por essa descoberta…

Eu acho que se a cabeça mumificada não fosse de Lampião e de Maria Bonita um simples teste de D.N.A DENUNCIARIA A FRAUDE.POR ISSO CREIO QUE ESTE FORA DA LEI,TEVE UM FIM MERECIDO,COMO RELATOU A MÍDIA DA ÉPOCA,ELE VIVEU COMO MORREU,VIOLENTAMENTE.

quem fez isso e um mentiroso ,

lampiao o maior brasileiro de todos os tempos

Gostei de tudo da reportagem e dos comentários afinal é algo bem facil de resolver basta um teste de DNA. Espero que as autoridades se interessem pelo caso e desvendem este mistério da historia do Brasil!

eu da familia dos oliveira. da cidade de milagre ce.tambem acredito quer lampia nao moreu em angico ele era muito esperto para os macacos do governo…..(pois que a neta de lampiao quer se diz ser neta dele e que e covarde a nao fazer o DNA)e lampiao nuca foi covarde e por isso revelo toda averdade.

sou filha de sergipanos,tenho 58 anos e cresci sentada aos pes de meu pai,ouvindo causos de lampião,ainda não li seu livro,mas ao ver essa pagina revi os casos contados por meu pai,ele ainda vive aos 91 anos conta detalhes do cangaço,ele nasceu em porto da folha,sempre afirmou que aquela cabeça nunca foi de virgulino,pai fala ate de cicatriz que virgulino tinha,sempre garantiu que virgulino vivia em minas gerais….mas como todo bom e velho cangaçeiro ele sempre temeu que as pessoas soubessem…acredita que ainda existem pessoas que saem em busca para matar rsrssr,apesar da idade ele fala nomes,sobrenomes e apelidos…incrivel tamanha certeza e por menores que somente quem viveu lado a lado pra saber!amo tdo isso.

Isto não procede, foi feito o DNA com sua filha Espedita,e está comprovado que o corpo era de seu pai.

Cada vez fico mais convencido que ele não foi morto, foi tudo forjado. Mas não deve ser de interece de muitos que a verdade seja revelada. Iria provar que a podridão já existia naquele tempo. Troca de favores. Igualzinho à hoje. Agora só está um pouquinho pior.
A ossamenta dele deve se retorcer toda no cixão de tanto rir , de ver aquela palhaçada durar tanto tempo. O cara era o cara mesmo!
Isso o cara que era cego de um olho e ainda mancava de uma perna, tá louco, os caras perderam para um deficiente físico. Só faltava ele ter fugido de cadeira de rodas por dentro da caatinga e mesmo assim os primatas não terem conseguido colocar as mãos nele!Tá evidente que tem coisa por trás de tudo isso! A filha dele deveria aceitar fazer o DNA, para provar que o pai dela, além de valente, não era burro! Aliás, nunca ví um valente burro!

sou natural de caruaru pe e sei muito bem o que foi lampião pelos meus avôs que sabia muito bem de todas suas maldades. cometida na maioria a inocentes ele era sádico é estrupou muitas mulheres.gravidas e capava. homens é garotos tenha certeza que lampião era um mostro que aterrorizou. mais como é de costume morreu virou herói do sertão é tão poético quanto patetico. se morreu antes ou depois a i é outra historia.

Li uma entrevista de um perseguidor de Lampião que o rei do cangaço estava tuberculoso e, portanto, perdera o sentido da vida.Pra ele tanto fazia viver ou morrer.Por isso,tornara-se descuidado e naquela manhã de 1938 morreu sem dar um tiro.O resto é folclore.

E nem um burro valente

Desde quando era criança, ouvia uma das minhas tias, falar que o pai delas era primo legitimo de lampião,meu avô, já falecido a anos.que o mesmo havia saído da cidade de São Bras alagoas para servir ao exercito em Santa Catarina.junto com ele um colega chamado Joel.o qual se casaram lá com duas irmães.vindo para o rio de janeiro transferidos pelo exercito,onde viveu com sua familia;em realengo.tenho vaga lembrança de sua fisionomia pos era muito pequeno.
Ao ler esse interesante documentário veio a mim a historia da minha falecida tia.vejo muitos nesse site expert em lampião. se alguém poder ajudar-me nesse ate aqui um misterio na minha familia,se conhecer ou tiver algum relato quanto ao fato ,peço tomar ciência.obrigado.

Em tempo o nome do meu avô era DEMOSTHENES FERREIRA DO ROSARIO .
GRATO.

Com algumas correções.
Cada vez fico mais convencido que ele não foi morto, foi tudo forjado. Mas não deve ser de interece de muitos que a verdade seja revelada. Iria provar que a podridão já existia naquele tempo. Troca de favores. Igualzinho à hoje. Agora só está um pouquinho pior.
A ossamenta dele deve se retorcer toda no caixão de tanto rir , de ver aquela palhaçada durar tanto tempo. O cara era o cara mesmo!
Isso que o cara era cego de um olho e ainda mancava de uma perna, tá louco, os caras perderam para um deficiente físico. Só faltava ele ter fugido de cadeira de rodas por dentro da caatinga e mesmo assim os primatas não terem conseguido colocar as mãos nele!Tá evidente que tem coisa por trás de tudo isso! A filha dele deveria aceitar fazer o DNA, para provar que o pai dela, além de valente, não era burro! Aliás, nunca ví um valente burro! E muito menos um burro valente!

Se ele morreu em angico ou em minas gerais,eu so posso afirma que ele foi um celebre na quele tempo por que a inteligencia dele era sobre natural, e ele tinha a moral até com os politicos quem saber?se eleno tinha tambem com a policia,por que tinha dinheiro e muito homems a sua disposiçao,esse livro faz sentido……valeu por esclareçe tudo isso…….

No meu ver isso nunca será provado oficialmente. Pois ficaria ridículo para o estado como autoridade que é, ter que adimitir que foi falcatrua, aconchavo, termos utilizados hoje, para acordos podres já utilizados naquela época. O que agora também existe porém com mais classe, com outra roupagem.
E se alguém tentar algo contra eles pode aparecer com a boca cheia de formigas. Sorte desse escritor já ter morrido por outros motivos (acho), se não iria sobrar para ele alguma rebarba! Esse é outro, que pode ter tomado chá de sumisso para não morrer por ter mexido na abelheira!

conta os mais velhos;
a comentiva que foi no rastro de lampiao
encontrou um lampiao e uma maria bonita
mais eles nao eram os originais;
essa historia daria um filme no mesmo
nivel de alcapone…

Acho que tem logica, mais ainda tenho minhas dúvidas, segundo as minhas pesquizas, acho que Lampião, morreu mesmo em casa, em sua cidade VILA BELA, então, Serra Talhada. Uma coisa que me incuca é que Vera, a neta de lampião, prometeu fazer DNA dos restos mortais,Digo da cabeça do seu avo, segundo materia do jornal CINFORM e Aracaju-SE, e nunca de o resultado do que prometera, então, VERA, estou aguardando o resultado, será que foi mais uma decepção?

Como diz a música do falcão; Macaco é macaco, menino é nenino!
Abs.

terríve!sera mesmo lapião! se for é realmente é uma
saida de mestre,merece um bom filme

O QUE EM MINHA OPINIÃO TORNA A REPORTAGEM DE JOSE GERALDO AGUIAR EM DESCRÉDITO, SE DÁ PELO FATO DE AFIRMAR, NESTA REPORTAGEM, QUE O COMPADRE DELE, O PADRE CICERO, O AJUDOU A SAIR DA EMBOSCADA NA FAZENDA ANGICOS, EM SERGIPE, QUANDO ELE JÁ TINHA 41 ANOS DE IDADE. PADRE CICERO NÃO PODERIA TER AJUDADO LAMPIÃO A ESCAPAR DA EMBOSCADA EM SERGIPE, POIS TINHA FALECIDO EM JUAZEIRO DO NORTE-CE, EM 20 DE JUNHO DE 1934,QUASE 5 ANOS ANTES DO EPISÓDIO DE ANGICOS. NESTE PONTO EU DOU CRÉDITOS AO COMENTÁRIOS POSTADO, AQUI MESMO NESTA PAGINA, BEM ANTES DA MINHA POSTAGEM, A MICHAEL LEE GALVAO.

E, NÃO MAIS VOU COMPRAR ESSE LIVRO, POIS EM MINHA OPINIÃO, OU ESSE TAL DE JOSE GERALDO AGUIAR SE DEIXOU LEVAR POR UMA CONVERSA FURADA DE ALGUÉM QUE PARECIA COM O LAMPIÃO, ACREDITANDO CEGAMENTE EM QUE O TAL SUJEITO LHE DISSE, O QUE É BEM PROVÁVEL, OU É UM HOMEM MENTIROSO QUE ACHA PODE ENGANAR TODO MUNDO, A ESSA ALTURA JÁ DEVE TER QUEBRADO A CARA. POIS O QUE EU ACABEI DE ESCREVER NESTA POSTAGEM EM REFORÇO A POSTAGEM ANTERIOR, SIMPLESMENTE REFUTA A SUA AFIRMAÇÃO NA REPORTAGEM. OBSERVEM ISSO ATENTAMENTE E CONFIRMEM.

A segunda é que esta em outra pagina!!!

essa é a segunda!!!

De fato estou a saber do falecimento do autor exatamente agora. Embora não tenho lido o livro, senti interesse pela historia que consta nesta reportagem, um pouco antes de postar esse segundo comentário. Os equívocos que encontrei, já nesta reportagem, justifica minha descrença no autor e a posição que defendi. Mas revendo melhor, a questão, de forma mais humana, comovido com a possibilidade de sua morte ter sido uma consequência do seu trabalho. Uma vez que no mundo acadêmico, quem esta certo é tudo e quem esta errado, não é nada e muitas vezes ser alvo de criticas maldosas e muitas vezes em tom desqualificativo, que nada condiz com o incentivo superar dos erros. Errar é um fato que todo e qualquer ser humano está propenso, ainda mais quando somos induzidos ao erro, como o fato de uma possível crença em algo não seja verdadeiro, ainda que essa crença seja forte para ir até o fim com seus trabalhos. Assim, revendo
minha posição anterior, com maior reflexão e mais seriedade como se deve encarar qualquer opinião, que não deve ser em tom desqualificativo, peço desculpas se elas foram ofensivas, embora, ainda mantendo minhas convicções a respeito dos fatos históricos.
A sua família neste momento de tristeza, minhas humildes condolências.

Para qualquer esclarecimento essa e a primeira parte do comentário.

O QUE EM MINHA OPINIÃO TORNA A REPORTAGEM DE JOSE GERALDO AGUIAR EM DESCRÉDITO, SE DÁ PELO FATO DE AFIRMAR, NESTA REPORTAGEM, QUE O COMPADRE DELE, O PADRE CICERO, O AJUDOU A SAIR DA EMBOSCADA NA FAZENDA ANGICOS, EM SERGIPE, QUANDO ELE JÁ TINHA 41 ANOS DE IDADE. PADRE CICERO NÃO PODERIA TER AJUDADO LAMPIÃO A ESCAPAR DA EMBOSCADA EM SERGIPE, POIS TINHA FALECIDO EM JUAZEIRO DO NORTE-CE, EM 20 DE JUNHO DE 1934,QUASE 5 ANOS ANTES DO EPISÓDIO DE ANGICOS. NESTE PONTO EU DOU CRÉDITOS AO COMENTÁRIOS POSTADO, AQUI MESMO NESTA PAGINA, BEM ANTES DA MINHA POSTAGEM, A MICHAEL LEE GALVAO.
E, NÃO MAIS VOU COMPRAR ESSE LIVRO, POIS EM MINHA OPINIÃO, OU ESSE TAL DE JOSE GERALDO AGUIAR SE DEIXOU LEVAR POR UMA CONVERSA FURADA DE ALGUÉM QUE PARECIA COM O LAMPIÃO, ACREDITANDO CEGAMENTE EM QUE O TAL SUJEITO LHE DISSE, O QUE É BEM PROVÁVEL, OU É UM HOMEM MENTIROSO QUE ACHA PODE ENGANAR TODO MUNDO, A ESSA ALTURA JÁ DEVE TER QUEBRADO A CARA. POIS O QUE EU ACABEI DE ESCREVER NESTA POSTAGEM EM REFORÇO A POSTAGEM ANTERIOR, SIMPLESMENTE REFUTA A SUA AFIRMAÇÃO NA REPORTAGEM. OBSERVEM ISSO ATENTAMENTE E CONFIRMEM.

assim como entre bons policiais também existem bandidos também poderá existir boas pessoas entre bandidos.certas coisas na vida podem fazer agente pegar outro rumo na vida.um bom policial é como um anjo na vida da gente.eu vejo lampião como foi um grande homem,eu só acho que ele deveria ter matado a familia com quem começou a briga e não ter revoltado com a apolicia.lampião para mim merece respeito até da policia.

Na realidade, o comandante de Lampião Sebastião Pereira e seu Primo Luiz Padre, com ajuda do Padre Cicero, foram tambem para minas Gerais, onde la viveram com outros nomes,ate morrerem.

Tempos de homem de Coragem e de Opinião, Honra e palavra e amor pela sua Familia e ai de quem tenta-se afontarlos não importava quem fosse Politicos , Coroneis , Barões, Familias, governo, eles tinham coragem pra Lutar e morrer por aquilo e aqueles que amavão, Esses Sim Sebastião Pereira E Virgulino Ferreira Foram os Verdadeiros Cangaceiros do Sertão do Pajeu !!!muitos falam e não conhecem a historia,sou da Familia Pereira meu brizavo Sebastião Pereira foi um dos primeiros cangaceiros inclusive foi o chefe de Lampião a quem quando deixou o cangaço pra ir emborar pra o estado Goias,também chamou Lampião pra segui com ele mas Virgulino disse que ainda tinha pendências p´ra resolver com seus Inimigos e fosse emborar eles irião acha que ele era covarde, coisa que ele vnunca foi em Senhor PEREIRA como erra chamado deixou Lampião como chefe do seu bando,Eu mesmo nunca acreditei na quela historia que Lampião tinha morrido em angicos até por que virgulino era um homem muito arisco e estrategistar já mais deixaria os macacos como ele mesmo chamava a policia chegar tão perto assim de seu bando sem se quer eles estivesse a esperar O PROPRIO Sr. PEREIRA deixou o cangaço e foi morrar no estado de Goias onde casou teve filhos e morreu na sua cama, ele mesmo Sr.Quando voltou aqui em Serra Talhada pra visitar a Familia teve na casa do meu avô paterno 1972 ano em que nasci e falou que Lampião tinha deixado o cangaço indo emborar mais maria bonita levado alguns cangaceiros de confiança deles, e viveria em uma fazenda no interior do Minas Gerais ou Goias.

Sou da Família PEREIRA,de sinhô Pereira aqui de Serra Talhada,terra de lampião,tenho certeza que essa história finalmente está correta,julgar Virgulino Ferreira”Lampião”,é fácil,chamá-lo de bandido tb,mas viver o que ele viveu,foi para poucos homens,vê seu pai assassinado…não é fácil pra ninguém,ele era homem de muitos atributos…A sua filha deveria fazer o DNA,e provar para todos que lampião não foi bandido e não morreu daquela forma,mas um dia tudo vai ser esclarecido,afinal de contas sempre será o REI DO CANGAÇO -LAMPIÃO _ VIRGULINO FERREIRA bjos a todos..

Todos nós SERRATALHADENSES/PE ESTAMOS NA TORCIDA PARA QUE TUDO SEJA ESCLARECIDO,PARA QUEM NÃO CONHECE A MINHA CIDADE SERRA TALHADA/PE AQUI TEM O MUSEU DO CANGAÇO,GRUPO DE XAXADO PERFEITO VENHA CONHECER A NOSSA CULTURA QUE É O CANGAÇO COM MUITO ORGULHO, A DANÇA…A CULTURA…VESTIMENTAS…

foi então uma inesperada descoberta,pena que o próprio não pode se defender de tantas crítica feitas ao mesmo.Bom que a historia do nosso povo não vai morrer nem tão cedo,eu costumo me aprofundar em curiosidades sobre a historia do cangaço sempre falei que ele não foi apenas bandido,e sim uma bandido herói que tirava dos ricos para dar aos pobres…foi uma grande vitoria para nosso país desvendar de verdade essa grande historia…parabéns

fiquei muito alegre em sabe que o nosso querido lampião não foi morto pelo aqueles covardes que atacava só na covardia,valeu lampião nosso rei do gangaço,eu tenho orgulho de lampião foi um grande homem de muita coragem e inteligencia ,gostaria de telo conhecido seria um grande amigo dele,parabens,

oi eu sou da banhia e minha avo conheceu lampiao ela me contava varias historias sobre lampiao e essa e uma delas. ela falava que lampiao nao tinha morrido em sergipe.e la li varios comentarios sobre lampiao ter vivido em minas gerais.mas gostei muito de saber que essa historia e veridica. obrigada por dizer a verdade. parabens.

Gostei das citações a cima e, quero ler esse livro!

Olá, Alexsandro!

Você poderá adquirir o livro no site da Thesaurus Editora http://www.thesaurus.co.br.

Você poderá adquirí-lo através do site da Editora Thesaurus http://www.thesaurus.com.br

Converça fiada de quem não conheçe a verdadeira historia…..ou pretende vender seus livros mentirosos. A morte de Lampiao é confirmada por que esteve lá em ANJICOS, no dia 28-07-1938, tinha 35 pessoas no bando, morreram 11 escaparam 24 pessoas….essa pessoa que morreu em Minas era cego do olho esquerdo, Lampiao era cego do olho direito.

foi um heroi e sempre sera

Olá.
Interessante esta entrvista, pois se realmente for verdadeira esta história, realmente muitas coisas mudam e tem mais:
“entrevista muito convincente”.
Moro em Mogi das Cruses- Sp, mas meu avô materno é de Pernambuco e or muitas vezes comentou a respeito de lampião e uma das vezes ele falou;
– Este cabra vai dar nó em toda polícia, porque
eu não acredito que os macaco(polícia) tenha matado ele.
Seria mais um motivo para que eu compre este livro.
Valeu, abraço a todos.

Lampião um verdadeiro eroi que assim como conta a sua historia roubava d ricos e dividia com pobres enquanto hoje politicos corupitos rouba da pobreza na maior cara de pau e são conçiderados enocentes por suas leis.

Muito interessante. Acho que essa história, esse outro lado da história de Lampião, deveria ser visto com mais atenção por todos, principalmente mídia e governo. Será q realmente uma daquelas cabeças expostas lá em Piranhas-Al era mesmo do GOVERNADOR DO CANGAÇO? Estranho essa falta de interesse do governo e mídia! Será que estão escondendo algo?…

Maceió-Al, 04/08/2013, 10:03hs

naquele tempo era fácil acreditarmos nas histórias que eram contadas, inventadas ou não. Não se questionava, não havia detalhes e, ai daquele que contestasse uma história que a policia narrava. A forma que foi declarada a morte de Lampião não condiz com a agilidade e sabedoria que ele demonstrava. morrer daquela forma…acredite quem quiser. mas também não acredito que lampião largaria a vida do cangaço com tanta facilidade, trocando por uma vidinha pacata. será que existe uma terceira versão?

É de meu conhecimento, que no dia 28 de julho de 1938 houve o massacre de Virgulino Ferreira da Silva, vulgo Lampião, por volta das 4:00 da madrugada em Angicos/Sergipe. Através de uma emboscada de uma volante comandada por João Bezerra. Quem entregou o paradeiro de lampião foi o coiteiro em que ele confiava, Pedro de Cândido.Antes do acontecimento Silás estava conversando com Maria, que não era conhecida como Maria Bonita.
Silás viu claros entre os matos e perguntou:que luzes eram aquelas no qual respondeu vagalumes.Silás ficou atenta desviando a atenção de Maria bonita. Então depois de tantos anos do fato, se exige uma grande bagagem de provas para que se mude o rumo da história. ATT: Sr. Menezes.

gostei muito da reportagem e dos relatos eu acrediti nessa historia que lampeao nao morreu em angicos al. pois alem da policia local ter medo e amisade forçada tambem nao tinha cacique para enfrentalo outro porem e que naquela epoca a policia era muito pior que o proprio bando de lampeao pois os policiais matavam roubavam e estupravam por onde andavama unica diferença e que a policia era bandidos autorisado pelo governo e lampeao nao portanto eu acredito que lampeao deu mais umas das suas escapadas alem do mais a policia ja armaram a emboscada pela noite e esperaram o raiar dia para tomar de assalto a todos desarmados. entao eu acho tudo isso uma grande covardia esse sargento bezerra foi um grande calça frouxa.

achei muito interessante essa historia mas o jga cai em contradisao, ao dizer que tirou fotos de lampiao e fes o mesmo com maria bonita,como se ele dis que maria bonita morreu em 1978, e lampiao em 1993,e ele se encomtrou com lampiaao em 1992 confeso que nao entendi fiquei muito surpreso com a historia,mas nao acredito no mesmo, depois das contradisoes, valeu…

vcs acha lampião gereiro para viver no nordeste ou um asasino e bandido

cara,historia inteiressante. tambem acredito nessa versão, afinal lampião não iria da o gostinho,daqueles macacos burros.

sou filho de Poço Redondo – SE, onde fica a famosa gruta de angico, no riacho do tamanduá, e incrível, ver a comparação de datas citadas acima, onde mostra que a historia de que lampião estar vivo não e verifica, só pessoas que não conhece a verdadeira historia seria capaz de cair num conto de fadas deste, como e possível, um coiteiro, passar a vida toda dizendo que viu lampião morto junto com seu bando em angico,como o Sr Manoel Felix, que estava lá no dia anterior, voltando ao local no dia seguinte, sem nunca ter mudado a conversa, vindo a falecer com mais de 90 anos.

O que dizer sobre as cabeças decapitadas, na qual é claro ver que pertencia a lampião, maria bonita e o resto do bando?

Lembro-me quando o escritor esteve aqui em Buritis e o quanto ele causou polêmica com esta história.
Acredito no que ele diz, pois sempre pensei que Lampião com toda sua esperteza não se deixaria ser pego tão facilmente.
Espero que a verdade um dia apareça!

Parabéns pelo trabalho.

Buritis – MG também é terra de lampião!

” Olá sou filho de nordestino e nasci no nordeste do Ceará cidade de Aurora, onde sempre ouvi falar de Lampião e as história deste cangaceiro e seu bando. Agora li a historia antiga e esta nova historia e estou encantado com esse levantamento feito com tantos valores de informações.
Olha conheci em Aurora Ceará uma pessoa que se chama Raimundo no Sitio Malhada Vermelha onde hoje eu tenho um pedaço de terra junto desta família.
O Sr. Raimundo sabe de muita história de Lampião e seus cangaceiros em viagem e passagem por suas terras.
E tantas historias ele me contou que além disso me provou com um presente dado por Lampião em uma de suas viagens e passagem pelas terras no SITIO MALHADA VERMELHA de seu pais Sr. Raimundo Davi Silva.
Fique apaixonado por contos de Lampião , Maria Bonita e seu Cangaceiro.
Olha que linda historia, disse Sr. Raimundo (filho)que chegou um bando de cangaceiro nas terras de seu Pai Sr. Raimundo Davi e pediu água.
O Sr. Raimundo Davi serviu água para todos e percebeu que os cangaceiros de lampião estava cansados e com fome, então ofereceu para o bando comida e outros.
Após ter servido todos cangaceiros de lampião, o cangaceiro do bando perguntou o nome dele.
E respondeu meu nome é RAIMUNDO DAVI.
E o cangaceiro disse quando me encontrar com Lampião vou dizer de você, e o Sr. Raimundo Davi disse não precisa, meio que ressabiado e o bando foi embora.
Não passou muito tempo e o bando de cangaceiro estava de passagem em outra viagem pela região do Sitio Malhada Vermelha acompanhado de Lampião e passaram novamente na casa do Sr. Raimundo Davi, quando foi apresentado por um de seus cangaceiro a Lampião.
Assim disse o Sr. Raimundo-(filho) que na época o seu pai ficou preocupado quando viu Lampião em sua casa. Mas o Rei do Cangaço Virgulino / Lampião tinha indo em sua viagem conhecer esta família que tinha serviço com muita dedicação seu bando em outra viagem passada e acabou que presenteando o Sr. Raimundo Davi com um de seus PUNHAL CONFECCIONADO por Lampião e seus cangaceiro.
Olha eu me orgulho muito em ter este punhal em minha mãos e tirei fotos dele para mostrar esta relíquia histórica que hoje encontra-se em poder do Sr. Raimundo (FILHO ).
Ele me contou que vai ser passado de geração em geração na família.
Foi um prazer expor esta história aqui mediante tantas descoberta feita do REI DO CANGAÇO VIRGULINO FERREIRA DA SILVA ( O LAMPIÃO ).
Um forte abraço para todos e vamos ler e ouvir falar muito ainda destas história”.

E AI´EXPEDITA ?VAI FAZER O EXAME DE DNA OU NÃO? ÍH ME ESQUECÍ REDE GLOBO NÃO DEIXA NÉ..HUM..ENTENDÍ……. PARABENS GERALDO.

acho dificil lampião ter escapado do cerco policial,por que as fotos das cabeças dos cangaceiros decaptadas são parecidas,com as que o fotografo BENJAMIM ABRAÃO,tirou dos cangaceiros em vida.

Nunca descobrimos de onde veio meu avô ,a unica coisa que ele falava que era do bando do lampião e tinha fugido ,hoje ja é falecido a 20 anos,vendo essas histórias me interessei mais pois chegou a colocar o nome de 2 de seus filhos de antonio ferreira e pedro feerreira .Ainda em vida apareceu um pessoal querendo levar ele para ver um irmão em minas ,mais meus tios não deixaram pois nem se quer sabiam quem era a familia dele ,ele só falava isso que tinha participado do bando do lampião,e não era louco nós até chegamos a pensar na possibilidade de que era foragido da policia mesmo roubo minha avó no rio grande do sul.Seu nome era José Anastacio Ferreira ,nascido em Lagoa Santa -MG,em 1914.

Comente este artigo

(obrigatório)

(obrigatório)